A nova ordem econômica da bola

Postado em: 17/05/2016

Eu tenho insistido na questão do futebol empresa, que vem desde os anos 90 no Brasil. Mas como na Europa isso está bem atual, a Inglaterra trabalha insistentemente nisso, e os clubes estão abertos ao capital, ou local ou principalmente estrangeiro, da China, da Rússia, do capital árabe, Não gosto como está sendo com o Audax, que comprou uma vaga na Série B do Oeste, antes fez isso com o Osasco na primeira divisão do Campeonato Paulista. Ouça o comentário completo no podcast.

Leicester, o futuro hoje no futebol empresa

Postado em: 03/05/2016

O novo campeão inglês é um clube do tamanho do Criciúma. O Leicester City é um clube emergente, mas é campeão pois tem um investidor, um dono, e não é só essa equipe. O Manchester City também é do porte médio do Brasil, equivalente, mas da mesma forma é um clube empresa, com investidores e proprietários. Mas lá a cultura é assim. Ouça o comentário completo no podcast.

A Chapecoense soube se impôr

Postado em: 02/05/2016

A Chapecoense, como era previsto, fez valer a sua melhor campanha. Tem melhor elenco, melhores jogadores, e fez um campeonato mais ajustado do que o Joinville. Fez um primeiro turno melhor, fez uma competição muito mais ajustada do que o JEC, muito embora no segundo turno o crescimento do Joinville foi acentuado, e dava a impressão de que chegaria em igualdade de condições à final. Não foi o que se viu ontem. Ouça o comentário completo no podcast abaixo.

Eliminação na Copa do Brasil não foi tragédia

Postado em: 30/04/2016

O Criciúma tem um limite no seu futebol, no clube. Tem um limite na sua história. O Criciúma, eu sempre disse e vou continuar dizendo, é um clube e um time de Série B. Às vezes vai para a Série A mas logo ele cai, e quando não muito para a Série C, como já aconteceu. Depois volta, ascende, e essa é a sua história. Na Copa do Brasil, lá atrás, uma vez, conquistou um título, e ficou por aí, tendo feito uma boa campanha, de semifinal, no ano anterior. Mas foi um espasmo aquilo. Fez uma grande Libertadores, e foi um espasmo também. Fora disso, depois, o Criciúma não foi mais bem na Copa do Brasil. Ouça o comentário completo no podcast.

Alex Maranhão, um grande reforço

Postado em: 26/04/2016

Alex Maranhão, muito rodado, já no BID, já em condições de jogo, será um grande reforço para o Criciúma pelo futebol apresentado no Guarani. Oras, o Guarani foi rebaixado, foi um dos últimos colocados, mas esse jogador, rodado e que jogou pelo Icasa, pelo Uniclinic, jogou no Ceará, fora do país, no interior de São Paulo, inclusive por aqui, em 2005 andou na base, trazido pelo Ademir Patrício, tem uma larga rodagem no futebol, mas que mostrou por último, no Guarani, uma qualidade que falta faz muito tempo no Criciúma. Ouça o comentário completo no podcast.

Uma visita esperada ao Criciúma

Postado em: 08/04/2016

Era esperada essa visita da comissão antidopagem, pois houve uma denúncia, que é justificável, e espero que a direção do Criciúma, antes de ter iniciado o tratamento com Jheimy e João Afonso, tenham feito um histórico, um laudo para os organismos oficiais, do tipo de medicação a ser colocado no tratamento. Senão, os jogadores terão problemas. Não significa que eles foram dopados, tem medicamentos e aplicações que inibem possível doping depois, na urina e sangue dos jogadores. E isso precisa ser explicado para os órgãos oficiais. Ouça o comentário completo no podcast.

O futebol brasileiro é vencedor

Postado em: 31/03/2016

O futebol brasileiro é um futebol vencedor, premiado, tanto é que é o mais vezes campeão do mundo. Passa por um momento ruim? Passa. Tudo isso nós sabemos. Mas não vai deixar de ser vitorioso, e o futebol brasileiro não vai parar nos cinco títulos mundiais, vai conquistar tantos outros. Basta um pouco mais de seriedade na condução das coisas do nosso futebol. O evento no Paraguai, em que o Brasil perdia por 2 a 0, o que é normal em termos de Eliminatórias, o Brasil campeão de 70 pariu uma bigorna para se classificar diante do Paraguai, e o Brasil tinha um time fantástico, extraordinário. Historicamente sempre foi complicado contra o Paraguai. Ouça mais no podcast.

Está difícil falar de futebol

Postado em: 18/03/2016

Nos dias turbulentos pelos quais estamos passando em nível de Brasil, na nossa falida política partidária, no nosso governo acossado, acuado, no Judiciário, nas assembleias, nos quatro poderes, Legislativo, Executivo, Judiciário e imprensa, e que em que todos estão comprometidos com alguma coisa, ou ideologicamente ou financeiramente, e a expectativa infelizmente do que pode acontecer nos próximos dias, estou falando na possibilidade de uma tragédia nas ruas do país, como já aconteceu em outras ocasiões.

Até difícil, no meio de toda essa turbulência, falar de futebol. Ouça o comentário completo no podcast.

Todo o cuidado é pouco

Postado em: 15/03/2016

O Criciúma tem esse compromisso dificílimo diante do Joinville, um adversário direto para a conquista do returno do Catarinense, e que historicamente se impõe diante do Tigre nos seus domínios. Mesmo quando tinha suas grandes equipes, o Criciúma sempre, mesmo assim, encontrou dificuldades enormes em Joinville. Não será diferente agora, até porque o Joinville vem em fase de recuperação no campeonato. Ouça o comentário completo no podcast.

Criciúma agiu mal com o médico

Postado em: 14/03/2016

Não foi legal a atitude do Criciúma com relação ao seu médico, o responsável pelo departamento médico. Se o jogador, no caso o Jheimy, precisava de um outro tratamento, em outra instância, tudo bem, precisaria o presidente ter conversado com o jogador e o médico para decidir sobre isso. Essa forma de decidir já não deu certo no passado recente. Ouça o comentário no podcast.

A Primeira Liga é um fracasso

Postado em: 08/03/2016

Desde o começo, quando anunciaram essa Primeira Liga, sempre fiquei com dúvidas e com um pé atrás. Não se faz um projeto de tamanha envergadura em cima da perna, no afogadilho, na última hora, e com dissidências. Isso nunca funcionou, nunca vai funcionar. E a Primeira Liga não está funcionando, é um fracasso técnico e de público, pois foi feita sem um planejamento maior. Entendo o que os dirigentes queriam fazer, e tentaram fazer. Neste momento, o que caracterizou a liga foi um fracasso técnico, de público e de organização, exemplo é este jogo do Criciúma contra o Fluminense.

Ouça o comentário completo no podcast.

De olho em reforços no Catarinense

Postado em: 01/03/2016

Eu continuo insistindo com a diretoria do Criciúma, claro que sem o poder nem o desejo de indicar jogadores, mas de fazer constatações e alertar. O Criciúma precisa se reforçar para o Brasileiro, e todos sabemos. Não adianta sair atrás desesperadamente, mas há questões pontuais que o clube pode estar alinhavando. Como analista, aqui, e até como admirador do Criciúma, é de que dois jogadores do Catarinense, o Alex Maranhão do Guarani de Palhoça e o Isac do Inter de Lages, tem que ser observados e gestionados. Se esperar para o fim do campeonato, vai chegar alguém e levar. Ouça o comentário completo no podcast.

Criciúma pode se reforçar no Catarinense

Postado em: 26/02/2016

Nós temos um segundo turno do Campeonato Catarinense pela frente, claro que temos ainda esses jogos, pode ser que o Criciúma aspire alguma coisa, mas já é hora de a direção do Criciúma começar a pensar no Campeonato Brasileiro da Série B. E tem situações importantes, que devem ser pontuadas. Há questões interessantes no Estadual. São jogadores, já alguns rodados, que estão demonstrando um grande futebol. O Alex Maranhão, do Guarani de Palhoça, é um deles. Se tem 30, ou 35 anos, e jogando o que vem jogando, tem que trazer para cá e colocar como contratação pontual dentro do elenco do Criciúma.

Ouça mais no podcast.

Tigre ganhando crédito com a torcida

Postado em: 19/02/2016

O Criciúma viveu perigosamente contra o Camboriú, cometeu equívocos na retaguarda, por falhas de marcação e erros individuais, mas o mais importante é que venceu, mesmo com o placar esdrúxulo, 5 a 3. Não pode tomar três gols de um time como o Camboriú, mas o mais importante foi a vitória e a possibilidade de ultrapassar a Chapecoense no domingo. O Criciúma está fazendo aquele crédito junto ao seu torcedor e junto a si próprio, conquistando o espaço e a credibilidade junto à sua torcida, depois dos insucessos nos últimos tempos. Com um grupo jovem, com contratações pontuais e com um treinador que é a cara do Criciúma.

Ouça o comentário completo no podcast.

Criciúma tem que tomar cuidados

Postado em: 17/02/2016

O Criciúma vem de excelente vitória, e hoje vai para um jogo fácil, para ganhar, contra o Camboriú. Mas isso não significa que o Criciúma vá encontrar facilidades, pois essas equipes de menor padrão normalmente acabam complicando, pois é o jogo da vida. São jogadores que, num confronto diante de Criciúma e outros grandes, tem a chance da vitrine para mostrar um pouco mais de futebol, jogar além das suas possibilidades, para tentar um contrato ali na frente com outra equipe maior e melhor.

Ouça o comentário na íntegra no podcast.

O Brasil vai bem na Libertadores

Postado em: 16/02/2016

Os brasileiros começam a disputa da Libertadores da América com o Palmeiras, que enfrenta o Ríver Plate do Uruguai em Maldonado. O Palmeiras deverá se classificar sem sobressaltos. Os demais brasileiros começam suas caminhadas amanhã. O São Paulo teve seu técnico campeão duas vezes, com a LDU e o San Lorenzo. O Atlético Mineiro, que tem o Diego Aguirre como treinador, e o Aguirre é um bom técnico, e o Atlético é, dos brasileiros, um dos mais bem preparados. Manteve o elenco e tem o Robinho agora, e uma sistemática de jogo muito interessante. É candidatíssimo ao título. O Corinthians, que se remontou, com o Tite e a sua filosofia, é o grande estrategista hoje do futebol brasileiro. E o Grêmio, que vai começar a campanha na virada de amanhã para quinta jogando no frio de Toluca, no México. O Grêmio também tem um bom time, o único problema é o de elenco, com peças de reposição não do meio para frente, mas do meio para trás. Ouça o comentário completo no podcast.

Roberto Cavalo acertou o meio do Tigre

Postado em: 15/02/2016

O Roberto Cavalo conhece futebol, e muito. Como jogador de futebol, ele foi um excelente jogador de meio campo, um excelente atleta de composição, como primeiro volante, que tinha habilidades como passador e como marcador. Mas o posicionamento do Roberto Cavalo sempre foi de dar segurança aos zagueiros, a exemplo do Gelson, um exímio ladrão de bolas. E quando o Criciúma tinha esses dois à frente da zaga, a zaga dificilmente era importunada.

E o Cavalo viu as deficiências que o Criciúma vinha tendo nos jogos deste campeonato, e corrigiu isso com o simples posicionamento de dois jogadores no meio, com João Afonso, de imposição física e técnica, e Dodi. Ouça o comentário completo no podcast.

Tem que melhorar o posicionamento do Tigre

Postado em: 11/02/2016

As grandes equipes, os grandes zagueiros que o Criciúma teve nas suas grandes equipes, todos eles passaram por uma muralha na frente da zaga, e Roberto Cavalo sabe muito bem disso. Em 90, 91, Cavalo era o exímio marcador e excelente iniciador de jogadas. E junto dele havia outro excelente marcador, de lançamentos perfeitos e bom controle de bola, que era o Gelson. Nos seus elencos vitoriosos, o Criciúma teve grandes zagueiros com proteção eficiente. E agora o Criciúma não está adequado nesse sentido pois há um erro de posicionamento. Os zagueiros do Criciúma não são ágeis, e precisam de mais apoio dos volantes. E não estou falando somente da derrota de ontem.

Ouça o comentário completo no podcast.

Criciúma pegando crédito e confiança

Postado em: 09/02/2016

Criciúma vem de uma vitória importante, diante do Joinville, não importa se teve acréscimo demais, e o jogo só acaba quando termina, e bola batendo na mão é pênalti. O Criciúma ganhou, somou três pontos, e é o que interessa. Agora, tem o Inter de Lages, e sempre é complicado jogar no Tio Vida. O Criciúma está se havendo muito bem na competição, começando bem o campeonato, marcando pontos, pegando crédito e confiança. Em plena quarta de Cinzas, vamos ver se o Leão Baio paga o pato.

Ouça o comentário completo no podcast.

Mais um ano sem Carnaval em Criciúma

Postado em: 05/02/2016

Esse comentário talvez desagrade uns e outros. Estamos na sexta-feira e a cultura popular de Criciúma mais uma vez, fruto de falta de interesse durante todo o ano, nos últimos cinco anos, a cidade servirá como ponto de descanso, de tranquilidade absoluta, pois a cultura popular está afastada daqui.

Muitas vezes, nesse microfone, eu disse que o Carnaval de Criciúma iria morrer pela falta de interesse das autoridades, pois os gestores do município tem que ter calendário e interesse de promover cultura popular. As entidades carnavalescas estão adormecidas, à exceção da Santo Antônio, escola que vai fazer algo. Laguna tem, Florianópolis tem, Joaçaba tem, outras tem, e nós aqui nada. Ouça o comentário no podcast.

[1][2][3][4]