Postado em: 05/07/2017 09:05:00

Criciúma vacina mais de mil crianças e adolescentes contra o HPV

Profissionais da Saúde estão visitando escolas para aplicar as doses da vacinação.

Desde que a Secretaria Municipal de Saúde de Criciúma recebeu orientação do Governo do Estado de Santa Catarina para intensificar a vacinação contra o HPV em meninas de 9 a 14 anos e meninos de 12 e 13 anos de idade, e Meningite C para meninos e meninas de 12 e 13 anos, profissionais do Setor de Imunização, juntamente com vacinadores das unidades de saúde, iniciaram visitas em escolas municipais, estaduais e particulares de Criciúma para aplicar as doses nos estudantes que possuem autorização dos pais.

Nesta terça-feira (4), os profissionais estiveram em diversas escolas, dentre elas na Escola de Educação Básica Joaquim Ramos. Até o momento, aproximadamente 1.231 crianças e adolescentes tomaram a vacina do HPV e mais de 1.079 foram vacinadas contra a meningite.

Segundo a enfermeira do Setor de Imunização, Patrícia Carvalho, as vacinas administradas são seguras e importantes para o futuro das crianças e adolescentes. “A vacina do HPV é um grande avanço no combate ao câncer de colo de útero. Muitos pais ainda desconhecem sua verdadeira importância e, por isso, estamos realizando esse trabalho nas escolas, já que a vacinação do HPV foi estendida para meninos. Os pais deixam de levar seus filhos nas unidades de saúde para tomarem as doses. Também estamos vacinando contra a Meningite C, pois trata-se de uma doença grave, onde a imunidade da pessoa começa a cair na adolescência. Todas essas doses que estão sendo aplicadas agora valem para vida toda”, comenta.

Conforme o Ministério da Saúde, a vacina do HPV protege contra quatro subtipos frequentes do vírus (6,11, 16 e 18). Depois de aplicada a primeira dose, após seis meses, os pais devem levar as crianças e adolescentes para tomar a segunda dose, garantindo a proteção contra o vírus. Já a dose da Meningocócica-C, que faz parte do calendário nacional de vacinação, protege os vacinados contra meningite bacteriana, que acomete pessoas de todas as faixas etárias.

Para tomar a dose da vacina, crianças e adolescentes levam às escolas uma autorização assinada pelos pais com sua caderneta de vacinação. Nesta quarta-feira (5), as profissionais estarão na Escola de Educação Básica Professor Lapagesse.

Doses aplicadas

HPV Feminino primeira dose (9 a 14 anos) – 575

HPV Feminino segunda dose (9 a 14 anos) – 246

HPV Masculino (12 a 13 anos) – 425

Meningocócica C (12 a 13 anos) – 1.079

Conheça um pouco mais

HPV
O papiloma vírus humano (HPV) é uma doença sexualmente transmissível, com mais de 100 tipos diferentes de infecção. Entre as mais graves formas de manifestação, o HPV pode causar um tipo de câncer com grande incidência - de colo de útero. A boa notícia é que a vacinação previne contra o vírus, em 90% dos casos.

Meningocócica C

 

A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, vírus, parasitas e fungos, ou também por processos não infecciosos. As meningites bacterianas e virais são as mais importantes do ponto de vista da saúde pública, devido a sua magnitude, capacidade de ocasionar surtos, e no caso da meningite bacteriana, a gravidade dos casos.

Fonte: Texto e fotos: Milena dos Santos / Decom Criciúma