Notícias em destaque

Balneário Rincão tem melhor desempenho econômico da região

commentJornalismo access_time27/05/2020 07:45

Dados da Secretaria de Estado da Fazenda apontam crescimento de 34,39% de 2018 a 2019

Mais 18 medalhas para os Karatecas de Içara

commentEsporte access_time27/05/2020 07:30

Equipe participou do II Campeonato Virtual de Karatê 2020

Conselho consultivo é convocado

commentCriciúma EC access_time25/05/2020 07:30

Reunião acontecerá no dia 26 de maio às 16h com

 
Protocolo médico da FCF enviado para o Governo de SC

Protocolo prevê retorno aos treinos dia primeiro de maio e volta aos jogos dia 16

comment Esporte access_time22/04/2020 - 07:30

Reportagem: Esporte / Rádio Eldorado - Foto: Divulgação

A Federação Catarinense de Futebol juntamente com a Associação de Clubes encaminhou ao Governo de Santa Catarina um protocolo médico contendo instruções para uma possível volta do estadual. No documento que contém 27 paginas existe a possível data de volta aos treinamentos que seria dia primeiro de maio e a volta aos jogos no dia 16 de maio.

O guia médico foi elaborado pelo médico Luis Fernando Funchal, do Avaí, que também atuou na criação do protocolo médico para a CBF. Para a produção do documento em Santa Catarina, Funchal contou com a participação do infectologista Valter Rotolo da Costa Araújo.

O protocolo se baseia em cinco fases para uma possível volta do Campeonato Catarinense.

1ª FASE
Retornar progressivamente aos treinos: sugerimos a tomada de medidas de três fases de adaptação para garantir que os jogadores sejam capazes de jogar os 90 minutos e disputar os seus jogos na melhor condição física, incorrendo no menor risco possível de lesões e da maior performance desportiva.

2ª FASE
Essa fase do processo de retorno à competição corresponde ao início dos treinos com contato e trabalhos de situação de jogo. Antes desta fase deve ser definido qual o staff que irá estar em contato direto com os jogadores e poderá haver nova triagem de sintomas para todos os jogadores, staff e a todos os que vivem com estes.

3ª FASE
Neste retorno progressivo aos treinos, possivelmente os jogadores e staff já estarão mais preparados, física e mentalmente, para o retorno de competição. Como medida preventiva e com a finalidade de preservar ao máximo os riscos de saúde a todos, os jogos, inicialmente, devem ser realizados numa primeira fase com portas fechadas, sem público, para garantir a contenção social.

4ª FASE
Nos jogos fora de casa, as viagens, se possível devem ser realizadas no próprio dia do jogo (o que deverá ser tido em conta na definição dos horários dos jogos). Nas viagens de ônibus, esses devem ser exclusivos e apenas, para os jogadores/staff do jogo. Os outros jogadores para essa viagem, que também sejam indispensáveis, deverão se deslocar em outro ônibus. Cada jogador, que viaje no ônibus, deve sentar-se sozinho em poltrona dupla e utilizando uma máscara por todo o trajeto. Evitar ao máximo conversas.

5ª FASE
A doença COVID-19 é um capitulo que está sendo escrito diariamente, cujo comportamento clínico, história natural da doença e tratamento farmacológico estão em desenvolvimento. É necessário orientar o Departamento de Competições das entidades organizadoras dos campeonatos sobre a possibilidade de remarcações e alterações da tabela de jogos, resultando em uma tabela DINÂMICA das partidas. O comportamento da pandemia ao longo dos meses pressupõe que haja na população brasileira a imunidade de rebanho, estágio em que a velocidade de transmissão do vírus decresce ao longo do tempo. A fase de acompanhamento será alinhada ao calendário definido pela CBF e seu Guia de orientações.

Outras medidas

DAS MEDIDAS DE CONTROLE E ISOLAMENTO SOCIAL
Deve ser dada a orientação clara, aos jogadores/staff próximo de se manterem em casa fora do período dos treinos, devendo ser suspensa a participação em eventos sociais ou presença em locais com elevado número de pessoas. No caso destes terem que sair de casa por motivo de força maior, deve usar máscara e o clube deve ser informado obrigatoriamente.

DA HIGIENE E LIMPEZA
Toda a equipe, seus fornecedores e prestadores de serviços, devem receber as orientações com relação às boas práticas de higienização nas áreas utilizadas pelos jogadores e demais elementos do Clube.

DOS ALIMENTOS E SUPLEMENTOS
Copos e Squeezes: Cada jogador deve beber sempre da mesma garrafa de água, tanto no treino como nos jogos, devendo esta ser identificada corretamente, são individuais e não devem ser compartilhadas em nenhuma hipótese.

DO VESTIÁRIO
O vestiário deverá estar bem arejado e amplo, de portas sempre abertas e bem limpo/desinfetado, nomeadamente bancos, escaninhos e baias entre outros. Não deve haver nenhum compartilhamento de espaço e materiais.

DA ROUPARIA
A rouparia à semelhança ao vestiário, deve ser sempre um local arejado. O funcionário com funções de roupeiro deve lavar as mãos quando chegar ao clube e antes de começar a trabalhar, como regularmente ao longo do período de trabalho. O roupeiro deverá manusear o equipamento utilizando sempre luvas de latex e máscara e óculos, mas no final deve lavar as mãos novamente.

DA ACADEMIA
A academia deve estar sempre arejada e de portas abertas. O uso da academia deverá seguir uma rigidez de necessidade, sendo utilizado apenas quando estritamente necessário (ex. jogadores lesionados) ou em casos devidamente justificados. Para os trabalhos de ativação/prevenção de lesão os trabalhos deverão preferencialmente utilizar o ambiente exterior, na área de treino, onde o equipamento deve ser individual e desinfetado entre cada utilização, e os jogadores separados por uma distância mínima de 5 metros.

DA FISIOTERAPIA
A fisioterapia e a área de massagens devem estar sempre arejadas e de portas abertas. É recomendado que se mantenha uma distância de segurança com os jogadores. Deve-se realizar a medida de temperatura de cada atleta em tratamento, antes do início da sessão. Deve-se ter uma planilha de marcação na porta da fisioterapia, visível para controle geral.

DA MASSAGEM E PRÁTICAS DE ENFERMAGEM
A área de massagens, devem estar sempre arejada e de portas abertas. É recomendado que se mantenha uma distância de segurança dos jogadores. Deve-se realizar a medida de temperatura de cada atleta em tratamento, antes do início da sessão.

DO CONSULTÓRIO MÉDICO
O consultório Médico deve estar sempre arejado e de portas abertas. Deve estar apenas 1 jogador no consultório do médico de cada vez. Deve existir um desinfetante de mãos num local fixo e visível a todos, devendo o responsável médico utilizar regularmente e estimular a utilização regular pelos jogadores.

DO DEPARTAMENTO DE FUTEBOL
O Departamento de Futebol deve estar sempre arejado e de portas abertas. Dependendo das dimensões do gabinete do Departamento de Futebol, deve evitar-se que esteja mais de 1 jogador de cada vez na sala.

DA ORGANIZAÇÃO DE JOGO
Nos dias de jogos devem, preferencialmente, ser criados circuitos de acesso diferenciados para jogadores/staff e demais elementos por forma a evitar o contato. Estes trajetos devem estar muito bem sinalizados e preferencialmente com fluxo único de entrada e outro independente para saída. Não deve haver confronto de fluxo. Será impreterível que os Clubes se organizem nesta rotina para evitar o máximo o contato de indivíduos alheios as equipes. Adquirir vários desinfetantes de mãos para serem colocados em diversos locais das instalações do clube de fácil e visível acesso.

DO CALENDÁRIO DE RETOMADA
Coerente com as medidas de distanciamento social, e seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde e Ministério da Saúde, as partidas deverão ser realizadas SEM PRESENÇA DE PÚBLICO. Deverão ser testados todos os membros das duas delegações e respectivos dirigentes, equipe de arbitragem, delegados da partida e de combate ao doping, funcionários essenciais do estádio e membros da imprensa.

micÁudio da notícia





content_copyAssuntos relacionados

Mais notícias de Esporte

Mais 18 medalhas para os Karatecas de Içara

commentEsporte access_time27/05/2020 07:30

Equipe participou do II Campeonato Virtual de Karatê 2020

Figueirense recebe resultados dos testes da Covid-19; não há registro de casos positivos

commentEsporte access_time26/05/2020 07:30

Time começa a treinar em grupos com no máximo 12 jogadores

Ex-técnico do Tigre, Vadão morre vítima de câncer

commentEsporte access_time25/05/2020 15:00

Treinador teve passagem marcante pelo Criciúma em 2013

Clubes espanhóis começam a treinar em grupos de até dez jogadores

commentEsporte access_time25/05/2020 07:30

O governo espanhol deu luz verde à próxima fase do Protocolo de retorno ao treinamento

Futebol Catarinense: times retornam aos treinamentos

commentEsporte access_time21/05/2020 08:00

Clubes ganham testes de coronavírus para retomarem atividades