Notícias em destaque

  "Hospitais serão avaliados conforme produção", diz governador

commentJornalismo access_time24/05/2019 11:27

Carlos Moisés da Silva afirma que cortes na pasta da Secretaria de Estado da Saúde serão feitos de acordo com desempenho das instituições

Nadounesc conquista primeiros resultados competitivos

commentEsporte access_time24/05/2019 16:00

Resultados gerais na Competição Novos Talentos da Natação – Troféu Casa Guido garantiram primeiro e segundo lugar no pódio da categoria Não Federados

Criciúma trabalha a parte técnica no gramado do CT

commentCriciúma EC access_time24/05/2019 09:55

Tigre terá mais uma semana de treinamentos para encarar o Botafogo-SP

Governo britânico divulga novas informações sobre futuro dos passaportes europeus

access_time02/02/2019 - 21:14

O ministro do Interior do Reino Unido, Sajid Javid, apresentou na última segunda-feira (28 de janeiro de 2019) disposições para os cidadãos da União Europeia (UE) que chegarem ao Reino Unido após a saída da UE, marcada para 29 de março de 2019, em caso de não acordo.

Se a Grã-Bretanha deixar a UE sem um acordo, o governo tentará acabar com a livre circulação o mais rápido possível e apresentará uma Lei de Imigração para conseguir isso. Apenas por um período de transição, os cidadãos da Área Econômica Europeia e seus familiares, incluindo cidadãos suíços, poderão ainda ir ao Reino Unido para visitas, trabalho ou estudo e poderão entrar no Reino Unido como fazem agora.

No entanto, para ficar mais de 3 meses, eles precisarão solicitar permissão e receber a Licença Temporária Europeia para Permanecer (o Reino Unido), que é válida por mais 3 anos.

Os cidadãos da UE que pretendam permanecer por mais de três anos terão de apresentar nova candidatura ao novo sistema de imigração baseado nas competências, que terá início a partir de 2021.


Reino Unido: Fim de linha para primeira-ministra May

 personAndré Abreu
access_time24/05/2019 - 12:51

A primeira-minstra Theresa May disse que irá renunciar como líder do Partido Conservador no dia 7 de junho, abrindo caminho para um novo primeiro-ministro. Em uma declaração cheia de emoções, ela disse que fez o melhor que pôde para implementar o Brexit, mas lamentou que não tenha sido capaz de cumprir sua missão.
May permanece no cargo durante a definição de seu substituto, o que pode levar até o final de julho.
A visita do presidente Trump ao Reino Unido deverá ocorrer no início de junho com a atual primeira-ministra ainda no poder.
O anúncio da saída ocorre em meio às eleiçóes parlamentares europeias, que aconteceram ontem (23) no Reino Unido, enquanto o resto da Europa continua a votação.

Novo partido nasce forte no Reino Unido

 personAndré Abreu
access_time12/05/2019 - 17:31

O Partido Brexit, que foi criado em abril passado, está liderando as intenções de voto no Reino Unido com 34%. A sigla eurocética tem mais intenções de voto que o Partido Conservador (Tory) do atual governo da primeira-ministra Theresa May, segundo uma sondagem divulgada neste domingo (12/05) pelo jornal The Observer.
O Brexit, como partido, foi criado pelo ex-líder do Partido da Independência do Reino Unido (Ukip), Nigel Farage (foto). O BP (Brexit Party) explora a insatisfação popular com a percepção de que o Parlamento britânico bloqueou a concretização do referendo de junho de 2016, quando 52% dos eleitores votaram pela saída do Reino Unido da União Europeia (UE).
O partido de Nigel Farage, um entusiasta do presidente norte-americano Donald Trump, participará das eleições parlamentares duropeias.
O Reino Unido tinha inicialmente como data de saída da UE o dia 29 de março, mas, na falta de uma aprovação do acordo pelo Parlamento, a UE aceitou prolongar o prazo até 31 de outubro. Por isso, o país tem que tomar parte da eleição para o Parlamento Europeu, em 23 de maio. Os deputados britânicos ocupam 73 das 751 cadeiras do Parlamento Europeu.
Foto: Divulgação.

Guaidó fala ao Washington Post

 personAndré Abreu
access_time05/05/2019 - 12:10

Em uma entrevista exclusiva concedida ao jornal norte-americano, Washington Post, Juan Guaidó concedeu que a oposição calculou mal seu apoio por parte dos militares venezuelanos. O líder de oposição falou que esperava que Maduro renunciaria em meio a uma onda de desertores militares. A chamada de Guaidó para os militares não produziu deserção em massa, as forças de segurança sufocaram os protestos de rua e deixaram a oposição apoiada pelos Estados Unidos nos calcanhares.
“Talvez porque ainda precisamos mais de soldados, e talvez porque precisamos de mais oficiais do regime que queiram apoiar a oposição, respeitando a Constituição", respondeu Guaidó.
Sobre uma intervenção militar apoiada pelos EUA, Guaidó disse que deve consultar a Assembleia Nacional se uma intervenção militar for oferecida pelo assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton. Salientou ainda que se uma operação militar na Venezuela for a cabo, deve ter a participação de soldados venezuelanos, não somente tropas estrangeiras.

Leopoldo López continua na Embaixada da Espanha

 personAndré Abreu
access_time04/05/2019 - 08:45

O líder de oposição, Leopoldo López continua na Embaixada da Espanha em Caracas, capital da Venezuela, após a tentativa de derrubar o presidente Nicolás Maduro do poder no início da semana. López, conforme declarações da Espanha, continuará na embaixada, e não será removido. Ele vem mantendo contato com militares de escalão intermediário que pretendem derrubar Maduro.
Ontem (3) ele declarou que uma intervenção militar seria constitucional e pode ser uma alternativa para derrubar o atual presidente da Venezuela.
O autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, conclamou o povo para se manifestar pacificamente nas ruas novamente hoje (4).
Enquanto isso, em Washington, 20 venezuelanos anti-Maduro estão impedindo a entrada de alimentos na Embaixada da Venezuela nos EUA. Um grupo pró-Maduro entrou em confronto com o grupo anti-Maduro na frente da sede da embaixada esta semana.

Ataque a sinagoga nos EUA deixa um morto e três feridos

 personAndré Abreu
access_time27/04/2019 - 20:22

Um jovem de 19 anos está detido após entrar em uma sinagoga no condado de San Diego na Califórnia neste sábado (27). Um policial, que não estava em serviço, estava na sinagoga quando o jovem abriu fogo com uma arma tipo AR-15 e fugiu. As informações oficiais indicam que o policial não atirou, mas bateu no carro do atirador.
O jovem chamou a polícia para relatar o ataque, foi ouvido por um policial da California Highway Patrol (CHIP), Polícia Rodoviária da Califórnia. Ele foi detido após ser parado por este policial.
O ataque resultou em um morto e três feridos.

Embaixada italiana aumenta número de vagas para renovação de passaporte

 personAndré Abreu
access_time21/04/2019 - 20:04

A Embaixada da Itália no Brasil está aumentando em 50% o número de vagas para renovação do passaporte italiano.
A Embaixada utiliza o sistema Prenotaonline no endereço https://prenotaonline.esteri.it/login.aspx?cidsede=100060&ReturnUrl=/.
Este é o segundo aumento de vagas disponíveis após o do ano passado com o objetivo de atender cada vez mais as necessidades dos usuários.

Por parte dos usuários, as reclamações são constantes, pois há muita dificuldade de conseguir agendamento no sistema.

Criciumenses com passaporte diplomático

 personAndré Abreu
access_time18/04/2019 - 07:31

A concessão de passaportes diplomáticos é tratada pelo decreto 5978, de 2006. O decreto traz uma lista de pessoas que tem direito a este passaporte: do presidente a chefes de missões diplomáticas, ex-presidentes da República e membros do Congresso.
Mas a lei deixa espaço para que o Ministro das Relações Exteriores, atendendo interesse nacional, o conceda a quem desejar. Deixa espaço também para que cônjuges e dependentes tenham direito ao passaporte diplomático.
Assim, os deputados federais atuais Daniel Freitas e Geovania de Sá têm passaportes diplomáticos em mãos, seus cônjuges e dependentes também, segundo informações da Câmara Federal.O Deputado Federal Ricardo Guidi ainda não requisitou o seu. No total são cinco passaportes diplomáticos concedidos para nossos representantes e suas famílias.
O passaporte diplomático funciona como um abridor de portas em aeroportos no mundo, facilitando a entrada em outros países, pois os titulares têm tratamento especial pelas autoridades de outros países.

Israel: Netanyahu consolida liderança

 personAndré Abreu
access_time09/04/2019 - 22:10

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, lidera a corrida eleitoral. Seu partido, Likud (direita), tem até o momento 36 assentos no parlamento israelense enquanto Gantz do partido de centro Azul e Branco tem 35 assentos. A mídia israelense acredita na formação de uma coalizão de direita, que garantiria a maioria dos votos num parlamento com 120 assentos.
Gantz e Netanyahu ("Bibi") se declararam vitoriosos durante a divulgação dos primeiros resultados. Mas os últimos números, com 93% dos votos apurados, mostram uma vantagem do partido do atual primeiro-ministro. Para Bibi, "é uma noite de grande vitória". Para Gantz, que ainda não aceitou a derrota, resta o papel da oposição vigilante.

Por que o Brasil não fará parte da OTAN

 personAndré Abreu
access_time31/03/2019 - 15:44

A OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) consiste de uma aliança internacional de 29 países. A maioria dos países se encontra no continente europeu, com exceção do Canadá e dos EUA. A premissa básica da OTAN é que se algum país-membro for atacado, o ataque será considerado a todos os membros. A ameaça maior à OTAN é a Rússia.

Como organismo internacional a OTAN abriu caminho para a Colômbia se tornar um parceiro global. A Colômbia não é um membro da OTAN. Assim há outros parceiros, globais, que se beneficiam na área de segurança da organização, como Afeganistão, Austrália, Iraque, Japão, entre outros.

Do ponto de vista geopolítico, o Brasil está fora do circuito para se tornar um membro da OTAN. O artigo 10 só permite o convite de outras nações europeias.

O que o Presidente Trump sugeriu é tratar o Brasil como um país aliado extra-OTAN. A designação de aliado extra-OTAN depende de decisão do presidente norte-americano e ratificação pelo Congresso dos EUA.

Essa parceria renderia às Forças Armadas brasileiras uma aproximação maior com as Forças Armadas dos EUA em termos de treinamento e em contratos militares.

Trump "inocentado" sobre envolvimento russo na campanha

 personAndré Abreu
access_time24/03/2019 - 20:50

O relatório especial sobre a conspiração russa na campanha de Donald Trump não culpa o presidente dos Estados Unidos de nenhum crime durante a campanha eleitoral. O procurador especial do caso, advogado Robert Mueller, encaminhou seu relatório para conhecimento do Ministério da Justiça dos EUA. Neste domingo (24) Trump tuitou que está "inocentado". A oposição democrata considera, porém, que o relatório de Mueller não encontrou indícios suficientes para processar o presidente,mas, tampouco, o inocenta.
A batalha jurídica acaba depois de quase dois anos, mas a batalha política continua nos próximos dias, pois a decisão final de condenação foi repassada de Mueller para o Ministro da Justiça William Barr, que decidiu junto com o seu ministro adjunto Rod Rosenstein, que não há indícios suficientes para o início de um processo contra o presidente.

Primeira-ministra britânica na balança novamente

 personAndré Abreu
access_time23/03/2019 - 21:10

A pressão sobre a primeira-ministra Theresa May aumentou neste sábado (23) com a manifestação de mais de um milhão de pessoas contra o Brexit, enquanto a petição para revogar a saída da União Europeia chega a mais de 4 milhões de assinaturas.
Jornais britânicos afirmam que ministros do Partido Conservador planejam derrubar May. O desgaste pode aumentar fortemente nos próximos dias.
Com um novo governo, o novo primeiro-ministro poderia mudar o curso do Brexit.
Pesa a favor da atual primeira-ministra a sobrevivência a dois votos de confiança no Parlamento.

Brexit sem acordo de saída rejeitado no Parlamento

 personAndré Abreu
access_time14/03/2019 - 01:47

O Parlamento britânico rejeitou ontem (13) sair da União Europeia sem um acordo de saída. Existe hoje na mesa de negociações a possibilidade de extensão da saída até junho. O Parlamento vota hoje se o Brexit será adiado. Caso a votação confirme o adiamento, a primeira-ministra irá precisar de um ok dos outros membros da UE.

Costa Leste com uma hora a menos do que o horário de Brasília

 personAndré Abreu
access_time10/03/2019 - 19:42

Boston, cidades da Flórida e New York agora estão apenas a uma hora do horário de Brasília. A mudança de horário ocorreu na madrugada de sábado para domingo (10/03) quando os relógios da Costa Leste foram adiantados uma hora para entrar no Daylight Savings Time (DST). O DST é o horário de verão norte-americano.
No momento há um interesse em alguns estados de não mais trocar de horário e de adotar o DST pelo ano inteiro. Assim como no Brasil as mudanças de horário estão sendo questionadas, nos EUA os deputados estaduais estão com projetos para manter a Costa Leste somente em um horário o ano todo. O problema desta pauta é que existem outros assuntos mais importantes a serem discutidos, avaliam os eleitores críticos.

Poder feminino: número recorde de mulheres no Congresso dos EUA

 personAndré Abreu
access_time03/03/2019 - 11:59

Um número recorde de 128 mulheres atualmente exercem mandato eletivo no Congresso dos EUA: 23 no Senado (23%) e mais de 100 na Câmara (mais de 20%, a Câmara tem 435 deputados). A representação feminina vem crescendo desde a legislatura passada.

A primeira mulher eleita no Congresso foi a deputada Jeannette Rankin (R-MT, 1917-1919, 1941-1943). A primeira senadora foi Rebecca Latimer Felton (D-GA). Ela foi nomeada em 1922 e foi senadora por apenas um dia (mandato tampão). Hattie Caraway (D-AR, 1931-1945) foi a primeira senadora a suceder seu marido e a primeira a ser eleita para um mandato de seis anos (a regra atual).

No Brasil, 12 mulheres são senadoras (de um total de 81) e representam 15% do Senado, enquanto na Câmara há 77 deputadas (15% do total).

Matéria do New York Times traz os nomes e as faces das mulheres no atual Congresso dos EUA. Leia aqui: https://www.nytimes.com/interactive/2019/01/14/us/politics/women-of-the-116th-congress.html

Fim de horário de verão aproxima Boston e afasta Londres

 personAndré Abreu
access_time17/02/2019 - 11:21

Ao atrasar uma hora na noite passada, o horário de Brasília fica com somente 2 horas a mais do que o horário da Costa Leste dos EUA (Boston, Nova Iorque e Miami, entre outras) e fica com três horas a menos do que Londres (Lisboa também). A notícia é boa para os brasileiros morando nos EUA, pois a diferença de três horas da Costa Leste em relação ao horário de Brasília dificulta a comunicação entre familiares.