Notícias em destaque

  "Hospitais serão avaliados conforme produção", diz governador

commentJornalismo access_time24/05/2019 11:27

Carlos Moisés da Silva afirma que cortes na pasta da Secretaria de Estado da Saúde serão feitos de acordo com desempenho das instituições

Nadounesc conquista primeiros resultados competitivos

commentEsporte access_time24/05/2019 16:00

Resultados gerais na Competição Novos Talentos da Natação – Troféu Casa Guido garantiram primeiro e segundo lugar no pódio da categoria Não Federados

Criciúma trabalha a parte técnica no gramado do CT

commentCriciúma EC access_time24/05/2019 09:55

Tigre terá mais uma semana de treinamentos para encarar o Botafogo-SP

Blog João Paulo Messer

MDB estanca "vazamentos"

 personJoão Paulo Messer
access_time18/05/2019 - 09:00

Nenhum emedebista da cúpula do partido em Criciúma esconde mais a informação de que Eduardo Moreira estaria pretenso a assumir a presidência do partido no município está diretamente relacionada ao fato da sigla fragilizar com a perda de alguns nomes fortes da sigla. Desde que o partido saiu do governo no Estado, as vagas para abrigar líderes em cargos estratégicos "escacearam", para não dizer "acabaram". Este fato associada à audência de um líder fortes no âmbito local abriu um rombo no casco emedebista. O deputado Luiz Fernando Cardoso, Vampiro, restou líder local. Sua capacidade de agregar, entretanto, fica muito distante do que o partido está acostumado. Habilmente, de outro lado o prefeito Clésio Salvaro vem atraindo a simpatia de alguns emedebistas. Tanto é que Acélio Casagrande foi indicado por ele para cargo estratégico na Associação dos Municípios da Região Carbonífera. Dos quatro vereadores o partido vem correndo o risco de ficar sem três deles na lista de candidatos no arno que vem. Paulo Ferrarezi porque estaria disposto a não concorrer mais. Toninho da Imbralit até já anunciou que estaria indo para o PSD e Tita Beloli é tido em desembarque. Ao anunciar que Moreira vem para "tapar os furos no casco", o MDB recompõe a esperança de manter os filiados que estão de saída.

A visita de Amin

 personJoão Paulo Messer
access_time12/05/2019 - 09:00

A agenda do senador Esperidião Amin, sexta-fiera no Sul do Estado é "remember" da velha guarda da política. Reuniram-se dirigentes do Partido Progressista, que já foi uma força expressiva da política catarinense, especialmente no Sul do Estado. O encontro de sexta-feira é notícia que interessa aos seus, cada vez menos seus e seus menos progressistas. Amin guarda o comando absoluto da sigla, seja com ou sem mandato. Veio, disse e nada disse de novo. O PP precisa de candidato próprio. Sim, isso todos sabem. Qualquer partido que se preze dirá que precisa de candidato, mas as circunstâncias podem não ser tão animadoras. A percepção de alguns é de Jorge Boeira, ex-deputado federal, será candidato, outros passam longe desta possibilidade. O que o PP fez sexta-feira no Sul do Estado é o que todos os partidos devem começar a fazer, discutir o cenário. O problema é que este cenário sequer tem claro se haverá ou não eleição no ano que vem, pois há uma proposta de extensão dos atuais mandatos. Quer dizer, tudo o que se dizer sobre política e seus partidos, nestes tempos, será mera especulação.
Amin ainda teve extensa agenda de senador. Entre as audiências um encontro com rerpresentantes da categoria dos mineiros, de quem recolheu sugestões para evitar prejuízos à catehgoria com a reforma da previdência.

GOVERNO ENFRENTA A CPI

 personJoão Paulo Messer
access_time18/04/2019 - 00:22

Uma manobra comandada pelo prefeito Clésio Salvaro nesta quarta-feira mostra que o governo não só não menospreza a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito como já identificou a sua oposição na Câmara. A articulação é tratada como movimento oposicionista já de olho na eleição municipal do ano que vem em meio a lógica e necessária investigação. O suplente de vereador Édson Aurélio saiu do PSDB e foi para o PSB e vai atuar como agente fiel do governo. Para esta manobra ser completa outro vereador, Júlio Colombo (PSB), sai em licença médica. A vaga do PSB fica com Aurélio, pelo menos enquanto Colombo permanecer afastado para tratamento de saúde. Mesmo assim o governo fica com minoria: três contra quatro.

DA LÓGICA
Estas manobras políticas costumam ser mal vistas pelo cidadão comum, mas são do jogo. Tanto a articulação de oposição, que também jogou bem quando mudou o regimento interno para guardar lugares na CPI, quanto o governo, que movimenta vereadores, fazem o seu papel. Isso é bom para o propósito da comissão. O governo tem o suficiente para não deixar a CPI virar peça política, como a oposição tem a maioria para investigar o que precisa ser investigado.

COMPOSIÇÃO
A CPI tem um vereador de cada partido. A lista saiu ontem em resolução da presidência com quatro vereadores de condução de oposição: Júlio Kaminski (PSDB), Zairo Casagrande (PSD), Ademir Honorato (MDB) e Edson do Nascimento (PP). De situação: Aldinei Potelecki (PRB), Jair Alexandre (PSC) e Júlio Colombo (PSB), que será substituído por Édson Aurélio (PSB).

OITAVO ELEMENTO
Na resolução publicada ontem há um oitavo vereador: Diego Goulart (DEM). Embora suplente que só assumiu graças a uma manobra do governo, ele adotou postura de oposição e entrou na lista dos “adversários”. A saída dele já estava prevista, mas um retorno à Câmara vai ser muito difícil. Ou muda joga no time do governo ou será “carimbado” como oposição.

JÚLIO PRESIDENTE
O mais provável é que a presidência da CPI fique com o vereador Júlio Kaminski (PSDB), que apesar de ser do partido do prefeito já manifestou interesse em sair da sigla e hoje lidera a oposição. Ele é nome cogitado para enfrentar Clésio Salvaro na eleição de 2020. Não há indicativo por qual partido. Com ele Zairo Casagrande (PSD) e Ademir Honorato (MDB) dividem a tendência de estar nos cargos de relator e secretário.

Zilli no governo
Dos movimentos do prefeito Clésio Salvaro, que nos últimos dias atuou mais intensamente na articulação política, fator relevante é o convite ao ex-vereador do MDB, Vanderlei Zilli. Ele deve assumir a coordenação das Unidades Básicas de Saúde. A função é um caminho largo e bem pavimentado para disputar a eleição do ano que vem.

CRICIÚMA NA PONTE
Depoimentos na CPI da Ponte Hercilio Luz, nesta semana, colcoaram Criciúma no misterioso e investigado caso da ponte “mais cara do Brasil”. O criciumense Sebastião Moraes Mattos depôs porque uma empresa que ele tinha em 1990 teve um contrato que está sob análise. Aparentemente a sua assinatura teria sido falsificada. Ele era dono da Vivenda Construções, contratada para fazer serviços de manutenção na ponte.

A TESOURA DO MOISÉS
Enviado nesta semana à Assembleia Legislativa o projeto denominado Lei de Diretrizes Orçamentárias prevê redução dos valores repassados a todos os “dependentes” do caixa geral. A diminuição atinge algo em torno de R$ 400 milhões, se comparado com valores que deveriam ser mandatos se fosse obedecido índices atuais. A medida é extremamente agradável ao contribuinte que acompanha há muito o custo considerado alto demais ao bolso do contribuinte. Significa máquina pública mais enxuta. O governo tem condições morais de fazer isso, pois reduziu significativamente os gastos específicos do Executivo.

JAGUARUNA O governador aproveitou passagem pelo aeroporto Hercílio Luz para gravar um depoimento em favor do aeroporto de Jaguaruna e publicá-lo em suas redes sociais. Louvável e seguindo os agradecimentos e elogios que estão na sua página do facebook apenas parece necessário um reparo: porque se chegou à situação de suspensão dos voos da LATAM?

GASTOLINA O Ministério Público abriu procedimento para investigar suspeitas de uso indevido de diárias da Assembleia Legislativa pela deputada estadual Ana Campagnolo (PSL). Em menos de três meses o seu gabinete já teria gasto mais de R$ 18 mil.

FARRA DA DIÁRIA Os problemas com o uso de diárias são antigos no serviço público. No início deste um assessor parlamentar estreante chegou a fazer a defesa de que elas complementam ganhos que seriam baixos. No passado recente deputados retiraram diárias inclusive para viajar às suas bases.

TEVE CONVERSA Se observarmos os movimentos feitos pelo prefeito Clésio Salbvaro, nos últimos dias, combinado ao cenário recente, vê-se que ele teve alguma conversa mais próxima com o vereador Júlio Colombo, que era aliado e de repente deu passos de oposição.

SERÁ? O suplente de vereador Diego Goulart (DEM), visto nos últimos dias como aliado do movimento de oposição na Câmara de Vereadores de Criciúma, deixa a vaga que ocupa no Legislativo hoje. Nos bastidores da Câmara a interpretação é de que ao assinar a CPI do CriciúmaPrev ele pode ter pensado ou alguém lhe vendeu a falsa ideia de que aquela assinatura o tornaria efetivo enquanto durasse a CPI.

FRASE DO DIA
“Até me surpreende isso. Absolutamente esta assinatura não é minha”.
Sebastião Moraes Mattos, ao ver sua assinatura em um documento que levanta suspeita sobre superfaturamento na manutenção da ponte Hercílio Luz em 1990.

JR CUMPRE PRIMEIRA ESCALA

 personJoão Paulo Messer
access_time17/04/2019 - 00:22

Os argumentos jurídicos são amplamente favoráveis ao deputado federal Ricardo Guidi (PSD) para permanecer no mandato de deputado, embora tenha feito menos voto que seu companheiro de partido João Rodrigues. Só mesmo se a lógica legislativa e jurídica for rompida – o que para alguns pode soar corrompida – para que haja mudança na composição da bancada catarinense. Pois a mesma justiça (com letra minúscula mesmo) que tirou JR da diplomação e posse pode ser a que lhe devolverá o mandato. Esta é apenas uma percepção. Se é lógica pelo raciocínio contagiado por episódios recentes pensar assim, não há escritura jurídica que acompanhe esta tese. Mas em se tratando dos nossos tribunais superiores há alguma lógica? Rodrigues foi condenado numa ação que foi “um ponto fora da linha”, como a suspeita me leva a crer que o ponto agora será colocado do outro lado da linha. Um erro não deveria compensar o outro. Pelo Sul a torcida pode ser outra, mas pela experiência eu diria que Guidi está frágil na guerra que Rodrigues começou ontem. O TER lhe negou a posse, mas o TRE é apenas uma etapa protocolar.

NEGATIVA
O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina negou provimento a um recurso interposto pelos advogados do ex-deputado João Rodrigues, que pretende o cargo de deputado que lhe foi extraído por um julgamento que ficou conhecido pelo acúmulo de peculiaridades. Imediatamente os advogados de Rodrigues recorreram ao Tribunal Superior Eleitoral.

ESTÁ NA REDE
Está cada vez mais evidente que os passos jurídicos relacionados ao ex-deputado João Rodrigues têm relação com o caso do ex-presidente Lula. A imprensa especializada do centro do país deu enorme espaço aos últimos despachos da luta dele em retomar a vida pública. No caso do ex-presidente o interesse para na recuperação dos direitos políticos.

TRIO PARLAMENTAR
Os três deputados federais de Criciúma reuniram-se ontem na Câmara dos Deputados em Brasília para um cafezinho, no final da tarde. Ao telefone falaram com o governador Carlos Moisés da Silva sobre o caso do aeroporto regional de Jaguaruna, com a promessa de que a solução ao problema está encaminhada. Semana passada Guidi foi um dos passageiros prejudicados com pouso na capital e não no destino previsto.

NA AGENDA
No próximo dia 27 de abril o presidente da Associação Empresarial de Criciúma, Moacir Dagostin, deve ser recebido a SC Parcerias. Vai tratar de questões relacionadas ao Porto de Imbituba e deve sair com perspectivas sobe o financiamento de um plano de desenvolvimento para a região, tema predominante na reunião dos parlamentares com lideranças empresariais em Criciúma, nesta semana.

CARAS NOVAS
Militante político desde os 14 anos, quando entrou na juventude do PMDB, ex-presidente do Núcleo Jovem do partido, ex-vice-presidente da maior cooperativa de alunos do estado (Cooper Cedup) e ex-presidente da ADM júnior do colégio CEDUP e hoje líder de um grupo de jovens independentes sem ligações partidárias, diretor da Associação Içarense de Proteção Animal – ONG AMIGO BICHO, voluntário de associações beneficentes de Içara e Criciúma o acadêmico de direito Vitor Valentin promete ser um dos mais jovens candidatos a vereador do Estado.

TÁ NO PLANO
Assim como o jovem líder político de Içara, Vitor Valentin, que garante ter o apoio do ex-prefeito Gentil da Luz e do atual prefeito Murialdo Gastaldon, existe uma série de jovens que prometem ocupar espaço na política em 2020 nas eleições municipais.

APOSENTADORIAS ESPECIAIS
Nesta semana, quando teve uma conversa com o Secretário Nacional de Previdência, o deputado federal Daniel Freitas levou particular preocupação com o caso das aposentadorias dos mineiros. A reforma deve ter inúmeros embates nas chamadas “aposentadorias especiais”. A primeira interpretação é de que os minérios devem continuar se aposentando com 15 anos de trabalho no subsolo, mas que só podem encaminhar o pedido quando completarem 55 anos de idade. O tema ainda deve render alguma plêmica.

BEM VINDO Nesta semana quando esteve na Câmara de Vereadores com demais membros do Conselho do Hospital São José, o empresário Sinésio Volpatto teve a oportunidade de conversar sobre vários assuntos, inclusive Observatório Social. Havia tempos em que ele era muito reclamado nos corredores da casa, considerado um perseguidor do Legislativo. Isso porque como presidente do Observatório Social apresentou inúmeros reparos às contas do poder.

PODE SER Em Forquilhinha as articulações de partidos de oposição estão levando em conta que o candidato a prefeito pelo PP seja o ex-prefeito Lei Alexandre e não o atual Dimas Kammer. Pelo menos é o que está dito por pesquisadores contratados para apurar o cenário.

É PÁSCOA Nova Veneza de novo surpreende pela capacidade de organizar uma data especial – páscoa – de maneira diferente. Pequena, a cidade que se resume a algumas quadras tem a facilidade de trabalhar a questão do turismo, mas o faz com muita qualidade.

NO PARQUE A chuva alterou os planos da Secretaria de Educação do Município de Criciúma que faria ontem atividade no Parque dos Imigrantes. Alunos irão calcular o “Pi” nas rodas da atafona. Quando construído fi anunciado que o parque teria atividades desta natureza.

SERVIDORES Em Forquilhinha houve acordo e já foi aprovado na Câmara de Vereadores reajuste salarial dos servidores com ganho real. Além dos 3,94 por cento da inflação do período houve ganho real de 1,06 por cento, totalizando 5 por cento.

ENCONTRO PROTOCOLAR

 personJoão Paulo Messer
access_time16/04/2019 - 00:22

Tudo o que é protocolar é necessário em se tratando de movimentos pela conquista de ações de governo. Foi o que aconteceu ontem em três cidades do Sul, como de resto em que os deputados foram às suas bases ouvir as pautas prioritárias. Não foi apenas em Araranguá pela manhã, em Criciúma a tarde e Tubarão à noite, mas em quase todas as principais cidades. Do encontro de Criciúma só não participaram dois deputados federais: Daniel Freitas e Giovânia de Sá, ausências justificadas com a pauta de Brasília. Ricardo Guidi representou o parlamento federal do Sul. A reunião não definiu nada, mas sem o encontro ficaria faltando a primeira etapa de um movimento que o Legislativo vai fazer.

AS PAUTAS
Em Criciúma repetiram-se pautas antigas, mas duas delas tiveram ressonância diferente. Uma é o Centro de Inovação Tecnológica, que deve ser instalado em parceria com a Unesc. Este tema foi citado de forma acentuada pelo deputado estadual Júlio Garcia, que para tratar do assunto já esteve na universidade e recebeu a reitoria em seu gabinete. O outro assunto é a conclusão do Anel de Contorno Viário.

OS DISCURSOS
Chama atenção nos discursos dos deputados a expressão “enrolam-se as bandeiras partidárias”. Parlamentares como a Ada De Lucca (MDB), que vem de um período de 16 anos “com o bolim na mão” – era governo – acentuou a necessidade deste termo “guardar bandeiras”. Pelo visto nem os que desfraldam a bandeira do PSL, que é o partido do governo, veem vantagem em ter a credencial governista.

ESTÁ RESOLVIDO
A RDL administradora do aeroporto regional de Jaguaruna, informou ontem ao presidente da Associação Empresarial de Criciúma, Moacir Dagostin, que o problema que impede a operação da companha LATAM no Sul do Estado está em fase de solução. O governo do Estado e a companhia teriam entrado em acordo. Resta aguardar para conferir.

SEGURANÇA
Aos olhos de quem vem acompanhando o impasse LATAM e o aeroporto de Jaguaruna a solução não parece tão simples assim. O governo anuncia que firmou uma espécie de acordo que assegura solução do problema dentro em breve. Até então a informação era de que faltava equipamento e pessoal de segurança, por isso a empresa não operava no local. Ora, de intenções firmas a aviação não opera. Ela opera quando há solução, não promessa.

MINEIROS
O deputado federal Daniel Freitas esteve ontem com o Secretário Especial da Previdência no Ministério da Economia, Rogério Marinho, para tratar dos casos de aposentadorias especiais, entre elas, as dos mineiros. Deve ser apresentada emenda específica para a categoria.

FALTA DE DECORO
Entidades da imprensa de Santa Catarina entraram com processo contra a deputada estadual Ana Campagnolo (PSL), por falta de decoro. Ela reagiu de maneira “mal-educada” ao ser questionada sobre o uso de diárias para viagens que coincidiam com eventos particulares.

REPERCUSSÃO
A reação da classe de jornalistas Brasil afora teve repercussão com leituras que a tratam como “a deputada maconheira” como na Gazeta do Povo em Curitiba. Isso em virtude das publicações que a parlamentar fez antes de ser eleita, referindo-se à droga ilícita.

NÃO É COMIGO
Até então o caso da deputada Ana Campagnolo não teve qualquer reação, seja do seu partido PSL, dos colegas de bancada, da Assembleia Legislativa ou do governador que é do seu partido. A dúvida é se é omissão ou se há no silêncio uma crítica velada no tom que a deputada fez aos jornalistas.

GUERRA SINDICAL
A prefeitura de Criciúma ganhou liminar no Tribunal de Justiça de Santa Catarina onde fica desobrigada a descontar da folha de pagamento a contribuição sindical. Em primeira instância, a decisão havia sido favorável ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais. A prefeitura não chegou a fazer desconto alegando que nunca foi notificada. A reforma trabalhista alterou a forma da contribuição sindical. Ao deixar de ser obrigatória a contribuição o servidor precisa procurar o sindicato ou pagar a contribuição através de um boleto. Isso significa redução significativa, seja dos sindicatos patronais ou laborais. Sem a contribuição os sindicatos fragilizam. Esta decisão saindo às vésperas de período de negociação salarial é nitroglicerina pura.

NA ÁREA O empresário Anselmo Freitas, cujo nome está cogitado para ser candidato a prefeito pelo PSL em Içara, começou a aparecer em encontros políticos. Ontem ele esteve nos bastidores da reunião dos deputados com lideranças da região da Amrec.

TÁ NA LISTA Outro personagem que voltou a circular no ambiente de encontros políticos, especialmente quando está presente o deputado Júlio Garcia (PSD) é o chefe da Receita Estadual em Criciúma, Robson Gotuzzo, que ontem prestigio evento dos deputados na ACIC.

TÁ LIGADO O novo presidente da Celesc fará uma visita à nova sede da empresa em Criciúma, amanhã às 10h30min. Cleicio Poleto Martins faz a primeria visita ao local que começou a atender o público no dia 1º de março.

DESPEDIDA Será sepultado hoje em Santa Rosa de Lima, o ex-prefeito Turíbio Stüepp, aos 71 anos. Foi prefeito em duas ocasiões: de 1983 a 1988 e de 1993 a 1996. Morreu em consequência de uma crise de arritmia cardíaca e trombose nos membros inferiores. Ele estava internado em Tubarão.

FRASE DO DIA
“O que eu mais tenho ouvido é que o João Rodrigues fica com seus direitos políticos reestabelecidos e eu fico com o meu mandato”.
Ricardo Guidi, deputado federal ao responder as muitas perguntas, ontem, sobre o seu futuro político depois que o correligionário João Rodrigues obteve liminar deferida pelo ministro Gilmar Mendes.

POR QUE GUIDI SE DIZ TRANQUILO

 personJoão Paulo Messer
access_time15/04/2019 - 00:22

O deputado federal Ricardo Guidi (PSD) passou o fim de semana ouvindo seu advogado e outros consultados informalmente a respeito da decisão que fechou a semana passada com a interpretação de que ele está próximo a perder o mandato. Pelo contrário, as opiniões recolhidas sugerem que isso dificilmente acontecerá. O fato de João Rodrigues ir às redes sociais comemorar como se tivesse recuperado o mandato aumentou a tristeza na equipe de Guidi. Por isso ele dedicou-se a telefonar para muitos e explicar que o que Rodrigues conquistou está longe de ser a vaga na Câmara dos Deputados. Foi apenas um liminar sobre a prescrição de um processo que levou o Rodrigues à prisão e consequentemente perder os direitos políticos. Ao reconhecer a prescrição Mendes não dá sentença derradeira, nem pode tocar no caso da elegibilidade. O tribunal em que isso deve ser analisado é o TSE.

POUCO PROVÁVEL
Para se sustentar, a decisão do ministro Gilmar Mendes terá que passar superar decisão colegiada e jurisprudência criada, quer dizer, contradizer tudo aquilo que já foi dito, julgado e escrito no Tribunal Superior Eleitoral. Diríamos para simples interpretação que só a operação de mais alguns destes “milagres jurídicos”, que estamos nos acostumando a ver, precisam ser operados para Rodrigues ganhar a vaga de Guidi.

A DESCONFIANÇA
O que paira no ar em consequência de qualquer decisão judicial é que elas deixaram de ter a lógica do que está escrito e até do que virou jurisprudência. No caso de João Rodrigues é porque a sua condenação foi muito estranha, em tempo e tipo de decisão. Preso após condenação de segundo grau ele virou “par” à decisão que prendeu o ex-presidente Lula. Por isso suspeita-se que aquilo que vem em favor de Rodrigues não seja mera coincidência do que virá em relação ao ex-presidente preso.

INSISTO NA FOTO
Um misto de informação, especulação e desconfiança, nos casos envolvendo o ex-deputado federal João Rodrigues e o atual Ricardo Guidi, me remetem à reunião almoço da qual participaram Jorge Bornhausen, Júlio Garcia, Ricardo Guidi e Napoleão Bernardes. Ali teria sido comentado o que estaria começando a acontecer, a volta de Rodrigues à Câmara dos Deputados.

DEPUTADOS
Os deputados federais e estaduais do Sul têm compromissos hoje com os movimentos liderados pelas associações empresariais do Sul do Estado. Ás 9h da manhã terão encontro na sede da ACIVA em Araranguá e às 14h na sede da ACIC em Criciúma. São encontros para discutir as prioridades. O desafio para os organizadores e fazer reuniões que não fiquem no blá, blá, bla´.

NOVO PSB
Hoje 10h na capital acontece a reunião de arrumação do novo PSB, após o anúncio de saída do ex-deputado Paulinho Bornhausen do comando do partido em Santa Catarina. A direção nacional do partido indicou o prefeito de Palmas (TO), Carlos Amastha, para intermediar a organização do partido em SC. Ele estaria “trazendo” Adir Gentil, que como Amastha tem histórico no estado catarinense.

DESTINO DE MUITOS
Estes ajustes que começam a ser feitos hoje no PSB devem ser o início de uma série de movimentos nos partidos, inclusive os mais tradicionais como o MDB, PP e o PSDB. Saídas e chegadas estão previstas em dois momentos: o primeiro até setembro e o segundo em março do ano que vem. O período combina com a legislação eleitoral.

No domingo a comunidade de Morro Albino (Criciúma) celebrou sua tradicional festa na Igreja São Sebastião, que está completando o seu centenário. Durante celebração, ontem, o vereador Ademir Honorato entregou Moção de Aplauso aprovada pela Câmara de Vereadores.

O PILOTO E TODOS SUMIRAM
Não há mais tempo, nem razão para que as lideranças empresariais e políticas não emparedem o governo no caso do aeroporto regional de Jaguaruna. Os últimos incidentes que culminaram com o fechamento parcial do aeroporto são dignos de reação forte. Não pode mais haver paciência com a incompetência e o descaso e quem deve cobrar são as autoridades. As últimas “barbeiragens” são patrocinadas por uma gestão omissa que causa prejuízos enormes. Se as autoridades do Sul forem omissas estão sendo cumplices. Cadê a bancada parlamentar? Cadê a representação do Sul?

COM DÓRIA Em duas semanas seguidas o governador de São Paulo, João Dória Júnior teve audiências com políticos sulcatarinenses. Na primeira, com o prefeito Clésio Salvaro e na última sexta-feira com o deputado federal Daniel Freitas. No primeiro caso o assunto foi o PSDB, no outro as relações de negócio de empresas de SC com SP.

NO PSL No fim de semana o PSL teve reunião em Araranguá. Reuniu as lideranças do partido na região extremo sul. Fora do PSL o consenso de que se não se fortalecer muito até o final deste ano a sigla tende a desaparecer em pouco tempo.

POR COERÊNCIA Apesar de ter votado pela manutenção do veto a uma proposta de lei destinando R$ 180 milhões aos hospitais, o deputado Jessé Lopes (PSL) foi alvo de elogios entre os colegas. Ele foi coerente com seu discurso. A coerência é a fidelidade são as atitudes mais louvadas entre os políticos.

INCERTEZA Em nível nacional as especulações de que o presidente Jair Bolsonaro pode deixar o PSL a qualquer momento emergem e submergem dependendo dos assuntos circunstanciais. Este sobe e desce, entretanto, tem prazo. E está acabando. Já em Santa Catarina a identificação do governador com o partido é quase nula.

SEMANINHA A última semana não foi nada boa para Criciúma. Entre outros assuntos individuais algumas derrotas coletivas, a maioria do Criciúma. Foi eliminado da Copa do Brasil, foi eliminado do Campeonato Catarinense, perdeu o Big Brother e surgiu a ameaça da perda de uma cadeira na Câmara dos Deputados.

AEROPORTO O PIB de Criciúma esteve reunido no sábado em uma festa de aniversário de 15 anos da filha do empresário Olvacir Bez Fontana. Nas rodas de conversas o tema “aeroporto de Jaguaruna” foi o preferido.

Mandato de Guidi corre risco

 personJoão Paulo Messer
access_time13/04/2019 - 00:22

Mais rápido do que me parecia, saiu a decisão judicial que é um passo para que a Justiça devolva a elegibilidade ao deputado federal João Rodrigues (PSD). Isso significa que o Sul do Estado corre o risco de perder um de seus três deputados federais. Ricardo Guidi fez menos votos que Rodrigues e tem ameaça de que no dia em que o parlamentar do Oeste recuperar a sua elegibilidade há. Nesta sexta-feira o famoso ministro Gilmar Mendes devolveu, mesmo que de forma liminar, a elegibilidade de Rodrigues. O caminho para Rodrigues ainda é longo, mas a ameaça a Guidi é real.

LULA LIVRE
O deputado João Rodrigues foi o álibi para que a Justiça mantivesse o ex-presidente Luiz Inácio Lula preso. A decisão desta sexta-feira me parece ser o álibi para a Justiça soltar Lula. Exagero? Não.

GUIDI PREFEITO
Venho insistindo aqui na coluna que desde aquele famoso almoço de Jorge Bornhause com Ricardo Guidi e Júlio Garcia levou em conta a decisão que sou ontem. Naquela ocasião se falou na soltura de Rodrigues, sua volta à Câmara dos Deputados e substituição de Guidi. Ele deve ser o candidato a prefeito de Criciuma pelo PSD. A primeira parte se concretizou.

A REFORMA
O deputado Luiz Fernando Cardoso é o relator da reforma administrativa que o Governo do Estado tem na Assembleia Legislativa para aprovação. Um acordo entre Executivo e Legislativo estabelece o prazo de 23 de maio para a votação. As emendas já começaram a aparecer e pelo visto o governador terá muito trabalho para fazer valer a sua proposta.

ICMS MENOR
Depois do corte geral o Governo do Estado começou a fazer as primeiras concessões na carga tributária. Nesta semana enviou à Assembleia Legislativa o primeiro projeto de leito com redução nas alíquotas do ICMS. Os primeiros produtos são: medicamentos de combate ao câncer, combustível de aviação, produtos de energia limpa, projetos culturais e infraestrutura. A concessão é feita após estudo do grupo de trabalho criado com o objetivo de rever os tributos.

ENCONTRO
O episódio do aeroporto de Jaguaruna, que ficou sem voos da LATAM a partir de quinta-feira, ajudou a movimentar as lideranças empresariais de Criciúma para incrementar a campanha de mobilização para participação na reunião de segunda-feira, às 14h, na sede da ACIC. O encontro é com a bancada estadual e federal e já estava marcado há mais tempo. A ideia é arrancar comprometimento com algumas prioridades.

NO VALE
A Associação Comercial e Industrial do Vale do Araranguá fará reunião com os oito deputados do Sul segunda-feira às 9h o auditório da sede da entidade. Tem forte mobilização dos empresários da região para garantir um quórum considerável no encontro com os parlamentares.

DO LADO GAÚCHO
Passo largo foi dado em direção à concessão das a concessão das Florestas Nacionais de Canela e São Francisco de Paula e dos parques nacionais Aparados da Serra e Serra Geral, de Cambará do Sul no Rio Grande do Sul. A medida impacta direto no turismo sul catarinense. Isso foi feito na última quinta-feira pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que visitou a região.

TURISMO
A concessão dos parques no Estado gaúcho deve ser tratada de forma associada às melhorias na infraestrutura das rodovias como a Serra da Rocinha e da BR-285, em fase de conclusão. A ligação dos pontos turísticos passa a permitir que no mesmo dia o turista visite Santa Catarina e Rio Grande do Sul com agenda intensa.

ASFALTO NOVO
Em Morro da Fumaça quatro ruas do Bairro Naspolini estão ganhando a pavimentação asfáltica. As obras tiveram início nesta sexta-feira, dia 12, e seguirão durante a próxima semana. Este é o primeiro fruto da usina de asfalto de um consórcio de municípios.

O DRIBLE DADO PELA OPOSIÇÃO
Os vereadores de oposição na Câmara Municipal de Criciúma já tem traçada a estratégia para assegurar os dois principais cargos da CPI do CriciúmaPrev. A articulação começou antes mesmo de requerer a instalação da comissão. Começou quando o vereador Ademir Honorato (MDB) apresentou de forma silenciosa uma emenda ao Regimento Interno, retirando dos líderes de bancada o pode na indicação dos membros da CPI. Depois que todos aprovaram sem se dar conta do que isso significaria foi apresentado o requerimento de CPI. Pela nova ordem os vereadores proponentes do requerimento tem vaga assegurada na comissão. Assim Júlio Kaminski ficará com a presidência e Ademir Honorato com a relatoria.

DÍVIDA O MDB fará convenção estadual em maio. As direções municipais serão alteradas apenas em outubro próximo. Em Criciúma não deve haver mudança. O advogado Eduardo Simon deve ser reeleito. O partido convive com fato delicado, pois possui uma dívida que pode superar a casa dos R$ 350 mil.

CADA UM POR SÍ Assim como fazem as associações empresariais do Sul do Estado (Araranguá e Criciúma) no Norte do Estado a mobilização marcou reunião com a sua representação particular para segunda-feira. Vão entregar a lista de prioridades e cobrar unidade de esforços.

VIDA DE GOVERNO A vice-governadora Daniela Reihner, que é do Oeste do Estado teria solicitado a cedência de quatro salas de um prédio do Estado para instalar um gabinete. A informação gera reações na sua região. A imprensa local revela ainda que ela tem tido frequentes agendas pessoais usando a estrutura de segurança do Estado para isso.

VIGILÂNCIA O presidente da Associação Empresarial de Criciúma tem sido um implacável acompanhante dos assuntos relacionados aos aeroportos da região. O novo caso de Jaguaruna aconteceu no mesmo dia em que ele falou demoradamente com o representante da empresa responsável advertindo para que se evitassem novas transferências de voos.

APERTEM OS CINTOS... o bombeiro sumiu

 personJoão Paulo Messer
access_time12/04/2019 - 00:22

De novo o avião da LATAM não pousou em Jaguaruna por falta de estrutura de segurança exigida no protocolo que a empresa segue. Foi ontem. Hoje de novo a aeronave não decola, nem deve pousar no aeroporto regional do sul. O motivo é ausência de uma autorização que a ANAC fornece para os Bombeiros que estão capacitados para atender possíveis sinistros. Alguns dias antes, um teste da ANAC com o corpo local comprovou a inaptidão para obter a credencial necessária. Quer dizer, os bombeiros testados não se mostraram habilitados a determinada manobra. Mesmo que este tipo de aptidão não seja exigido para aeroportos menores, a LATAM não pousa sem.

FALTA BOMBEIRO
O problema do aeroporto de Jaguaruna é responsabilidade do Corpo de Bombeiros, logo, culpa exclusiva do Governo do Estado. Em síntese é o governo o responsável pelo aeroporto, pois é ele quem contrata a RDL que administra o local. Há menos de um mês que também a falta de equipamentos dos bombeiros ocasionou o transtorno.

POUSO FORÇADO
Nem todos os problemas que devem afetar os aeroportos regionais apareceram, ainda. Isso não é uma previsão, mas uma informação. As cidades de Lages e Concórdia já receberam notificação da empresa Azul Linhas Aéreas de que suspenderão os voos a partir de maio. A alegação é o corte em incentivos do ICMS sobre combustíveis. Esta situação parece contornada.

ARREMETIDA
Depois daquele corte abrupto nos incentivos fiscais o governo estadual começa a reestabelecer alguns subsídios. Um Projeto de Lei enviado à Assembleia Legislativa, nesta semana, concede benefícios a alguns setores com a redução da alíquota do ICMS, entre eles o do combustível de aviação. A lei deve ser aprovada antes da suspensão dos voos.

MELHOR VOO
Mesmo que o subsídio ao combustível de aviação não fosse cortado, dificilmente o voo da Azul, entre Jaguaruna e Campinas, seria cortado. Isso porque a ocupação média do voo é de 92 por cento, um dos melhores índices do país.

NOVO HANGAR
Deve ser deflagrada urgentemente a mudança da base do helicóptero do SAER, hoje localizado no distrito do Rio Maina. A proposta que será apresentada através da ACIC aos deputados estaduais e federais, num encontro já programado para segunda-feira, é levar a base para o aeroporto Diomício Freitas. Há razões econômicas para isso.

SUCATEADO
O local onde está a base do SAER no Sul do Estado, atualmente, não atende mais as condições mínimas. Não atendia nem quando foi instalado naquele local. Houve uma decisão política apressada. Inclusive um conflito familiar do proprietário é razão para aumentar as dificuldades da base.

O CUSTO
Administrado pela RDL o aeroporto Diomício Freitas tem hoje um déficit mensal na ordem de R$ 20 mil. A transferência da unidade do SAER para este local reduz pela metade este valor. Longe dos olhos de muitos o aeroporto atende bem os interesses da aviação particular. Em média são nove voos diários.

PASSAGEIROS
O voo desviado de Jaguaruna para o aeroporto de Florianópolis ontem tinha cerca de 20 prefeitos de municípios das regiões de Criciúma, Araranguá e Tubarão. Eles retornavam da Marcha dos Prefeitos em Brasília. Além deles o deputado federal Ricardo Guidi foi outro penalizado com o transtorno.

PSB SE DIVIDE EM SC
Anunciada ontem oficialmente a saída do ex-deputado federal Paulinho Bornhausen dos quadros do PSB. Ele acertou detalhes do desembarque com Carlos Siqueira, presidente nacional da sigla. A nova sigla do político catarinense ainda não foi anunciada. Dirigentes do PSB catarinense foram convidados ainda ontem para uma reunião com a direção nacional, segunda-feira às 10h em Florianópolis. Adir Gentil, um ex-aliado de Bornhausen deve assumir o PSB em Santa Catarina.

FICA O suplente de deputado estadual do PSB, Cleiton Salvaro, confirmou que vai permanecer nos quadros do PSB sem acompanhar Paulinho Bornhausen e outros que devem mudar de partido.

CASAN A Câmara de Vereadores de Criciúma criou uma comissão especial que vai acompanhar todos os movimentos relacionados à mudança da agência reguladora do serviço de água e esgoto. Foi na Câmara onde nasceram os primeiros movimentos para rever a tarifa.

RIO MAINA Um dos personagens da ala mais jovem do Rio Maina foi escolhido pelo prefeito Clésio Salvaro para assumir a função de gerente e administrador do Parque dos Imigrantes, inaugurado em janeiro deste ano. Neto Uggioni Alexandre é um riomainense com forte trabalho comunitário.

POLÊMICA Até a instalação de um telão no Parque das Nações, para a final do Big Brother Brasil da rede Globo hoje à noite, gera debate nas redes sociais. São críticas sobre o que chamam de “gasto desnecessário”. O governo alega preocupação com a imagem da cidade em uma transmissão em rede nacional.

AMENIZANDO Como presidente da Associação de Prefeitos do Extremo Sul Catarinense o prefeito de Maracajpa, Arlindo Rocha, deve ser procurado por colegas para amenizar críticas que ele fez à Marcha dos Prefeitos, nesta semana. Ele fez o desabafo na rádio Eldorado. Disse que o evento foi mais um palanque para o governo federal defender a reforma da previdência. Isso desagradou colegas de todo o país.

FECHOU Desde ontem a Serra da Rocinha está totalmente fechada. A determinação afeta grande número de setores da economia do Sul do Estado que tem relações comerciais com a região serrana do Rio Grande do Sul.

FRASE DO DIA
“Seguiremos o caminho da dissolução espontânea do Diretório Estadual para que a Nacional possa nomear uma nova executiva que seguirá a normalidade da vida partidária”.
Paulinho Bornhausen, ao anunciar a sua saída do PSB, ontem.

SEM ELEIÇÃO ANO QUE VEM

 personJoão Paulo Messer
access_time11/04/2019 - 00:22

Um assunto que já tinha espaços generosos nas conversas de bastidores, mas teve ontem o seu auge ontem, é a “bola da vez” no debate político de base. Trata da emenda constitucional 049/2019, protocolada pelo deputado federal Rogério Peninha Mendonça (MDB/SC), que propõe a prorrogação dos mandatos dos atuais prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Com isso as eleições estariam unificadas e aconteceriam apenas em 2022. O debate agora pode avançar para uma proposta de mandato maior e sem reeleição. O anúncio não poderia ter sido feito em ocasião e local melhor: ontem em Brasília, durante a Marcha dos Prefeitos.

RESPOSTA ÓBVIA
O deputado Rogério Peninha Mendonça usou o palanque da marcha dos prefeitos, onde havia mais de três mil prefeitos, vereadores e assessores para lançar a pergunta: “vocês estão de acordo com a emenda constitucional que amplia os mandatos em dois anos para garantir eleições gerais em 2022?. Imaginem a resposta.

PELA SAÚDE
Na Assembleia Legislativa, ontem, a derrubada de um veto do governador ganhou forte presença de vereadores de Criciúma. O governador vetou, orientado pela equipe jurídica, uma emenda do deputado José Milton Scheffer (PP), que garante R$ 180 milhões para hospitais filantrópicos. A ideia é quase inanimidade, mas havia sido vetada pelo governador que agora deve arguir a inconstitucionalidade da matéria.

TÁ PRÓXIMO
Miri Dagostin, presidente da Câmara de Vereadores de Criciúma teve como seu cicerone, ontem em Brasília, o seu “mestre” e ídolo senador Esperidião Amin. Foi agilizar a liberação do prédio onde deve ser instalada a sede do Legislativo. Fica junto ao Paço Municipal. Amin anda em alta no governo.

PELO CARVÃO
Mostrando bom trânsito em meio ao governo o ex-deputado estadual Cleiton Salvaro obteve ontem audiência com o Secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, para tratar de questões relacionadas ao setor carbonífero. Representantes do setor conversaram sobre uma política mais clara para o setor.

PREFEITOS
Diferente da maioria dos colegas que deixaram Brasília ontem, três dias após a Marcha dos Prefeitos, Arlindo Rocha, presidente da Associação dos Municípios do Extremo Sul do Estado e prefeito de Maracajá, antecipou seu retorno e tem críticas ao evento. Considera pequenas as conquistas municipalistas. Diz que o encontro se transformou num palanque para o governo reforçar apelo e estratégias à aprovação da reforma da previdência.

RESPINGOU
A entrevista concedida pelo prefeito Arlindo Rocha, em Criciúma, respingou imediatamente em Brasília, onde estava a maioria dos seus colegas. Isso porque a interpretação não só contraria a opinião dos demais, mas porque cria imagem de desvalorização do evento nacional. Houve prefeito que tentou impedir a antecipação do retorno.

PALANCÃO
Não é de hoje que muitos prefeitos deixam de viajar para eventos como a Marcha dos Prefeitos por entender que eles trazem poucos resultados. Desta vez, entretanto, os discursos de quem foi é diferente. O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, por exemplo, não viajou para o encontro.

UMA MÁ E BOA NOTÍCIA
O consórcio de empresas que está construído a pavimentação de concreto de toda a Serra da Rocinha, na BR-285, que liga Santa Catarina e o Rio Grande do Sul, recebeu determinação para fechar a via por tempo indeterminado. Usuários daquele trecho, que já convivem com fechamentos parciais e temporários reprovam a ideia pois terão que fazer trajeto que aumenta em mais de 150 quilômetros os seus deslocamentos. De outro lado a notícia tem aspecto positivo pois significa que a obra está entrando em sua fase final. Há expectativa de que para o início do ano que vem o trecho esteja concluído e com isso a ligação com o Estado gaúcho muda muito alterando totalmente a vida das cidades da região sul do Estado.

AEROPORTO Em Brasília, ontem, o governador catarinense assinou termo em que concorda com a concessão do aeroporto regional de Chapecó à prefeitura. O processo agora precisa do aval dos órgãos federais de aviação.

NO BBB Na febre das redes sociais em que tudo vira debate, desde ontem um dos assuntos polêmicos é a torcida ou não pelo criciumense Alan Posssamai, que está na final do programa global Big Brother Brasil.

MOREIRA Ontem circularam as primeiras informações de como Eduardo Moreira vai tratar do seu futuro político quando retornar ao Brasil, no fim de semana. Terça-feira da semana que vem participa da reunião do partido. Seu tempo na Europa foi o suficiente para algumas portas se fecharem.

LÍDER Tudo indica que a liderança do MDB passe a ser puxada pelo senador Dário Berger, dono de mandato e know how de oito anos de prefeitura em São José e Florianópolis.

DE SAÍDA Tratada publicamente por alguns analistas como “a deputada maconheira”, a parlamentar Ana Capagnolo (PSL) vem sendo evitada até por colegas. Não é considerada da linha do debate sério e responsável.

DA BASE O deputado estadual Rodrigo Minoto (PDT) não poupa elogios ao governador Carlos Moises da Silva (PSL). Parlamentar de oposição no governo passado, ele transformou-se num agente da base com discurso em defesa do governador com uma justificativa simples: levou quase um mandato inteiro tentando agenda com o ex-governador, mas com o atual já esteve algumas vezes.

FRASE DO DIA
“É uma pena, mas os prefeitos perderam uma grande oportunidade de mostrar a força têm. Me parece que o congresso serviu muito mais para o governo convencer os prefeitos a pressionarem os seus deputados para aprovar a reforma da previdência do que para trazer resultados práticos aos reais problemas dos municípios”.
Arlindo Rocha, prefeito de Maracajá avaliando a Marcha dos Prefeitos que aconteceu em Brasília até ontem.

CEM DIAS E A TRANSFORMAÇÃO

 personJoão Paulo Messer
access_time10/04/2019 - 00:22

A principal notícia dos 100 primeiros dias do governo Carlos Moises da Silva e que o credencia a derrubar a imagem e percepção deixada após ser eleito e antes de assumir e logo nos primeiros dias de governo. A tensão nervosa dos primeiros contatos inevitáveis com a imprensa deu lugar a um agradável jogo de perguntas e respostas. Antes disso ele já tinha resolvido a linha cruzada que havia com o parlamento, que é a outra perna necessária para andar em paz na administração. Daí para diante pouco se pode apontar com a certeza de resultados. O governador reuniu a imprensa ontem para avaliar os 100 dias que ele completa hoje, quando cumpre agenda em Brasília.

EMBARCANDO
Ainda ontem o governador Carlos Moisés da Silva embarcou para Brasília, onde cumpre agenda nesta quarta-feira. Ele vai estar na Marcha dos Prefeitos.

MOBILIZAÇÃO
Uma força tarefa reunindo agentes políticos e de setores da saúda fará presença na Assembleia Legislativa, onde hoje acontece votação que garante R$ 180 milhões para custeio e manutenção dos hospitais filantrópicos. A proposta é do deputado José Milton Scheffer.

PRESSA NA REFORMA
Relator do projeto da reforma da administrativa do Governo do Estado o deputado estadual Luiz Fernando Cardoso, acertou ontem com o chefe da Casa Civil a forma de agilizar a votação da matéria. A alternativa é votar tudo em pacote. É a forma de atender o pedido do governo em aprovar tudo em 45 dias. A tendência é que para isso o governo tenha que fazer algumas concessões com retiradas de alguns pontos.

BOLSA DE ESTUDO
Foi lançada ontem na Assembleia Legislativa a Frente Parlamentar em defesa do cumprimento do Artigo 170 da Constituição Estadual, que garante às bolsas de estudo com destinação de 5 por cento do total investido em Educação. Relatório do Tribunal de Contas do Estado, em 2017, revela que foram repassados apenas 1,42 por cento desse valor.

SONEGAÇÃO
A coordenação da Frente Parlamentar em defesa do Artigo 170 da Constituição Estadual foi assumida pelo deputado do Sul, Rodrigo Minotto (PDT). Dados que estão em mãos dele revelam que entre 2011 e 2017 o governo deixou de repassar em bolsas cerca de R$ 930 milhões.

NA CPI DO CRICIÚMAPREV
Um dia após a aceitação da CPI que vai investigar os repasses ao sistema de previdência dos servidores iniciaram articulações de governo e oposição. O olhar agora é para a composição dos principais cargos. O governo deve ficar com a maioria. O vereador Júlio Kaminski deve ser o presidente por ser o proponente, mas no PSD Zairo Casagrande pode não ser integrante, pois vai depender da liderança de governo Camila do Nascimento. O mesmo ocorre no MDB, já que o pedido apesar de ser subscrito por Ademir Honorato e Paulo Ferrarezi vai depender do líder Tita Beloli. O governo tem evitado comentar o assunto. O silêncio deve ser a primeira arma para enfrentar a articulação da oposição na Câmara. Para quem vive os bastidores da articulação política o assunto é um prato cheio.

CASO ANTIGO Os repasses da prefeitura para o CriciumaPrev atrasam desde que o sistema foi criado, no governo Décio Góes, em 2003. Os casos que mais implicam em ações judiciais, entretanto, são quando o governo retém a parte de contribuição da parte do servidor. Por causa disso o ex-prefeito Márcio Búrigo, por exemplo, terá uma audiência no dia 27.

BOLSONARO Todos nós jornalistas que perguntamos para Esperidião Amin “se o presidente Bolsonaro ligou para ele sobre o Ministério da Educação”, podemos ter feito a pergunta errada. Quem teria ligado para falar do assunto foi o Bolsonaro senador (Flávio).

INTRIGANTE Me intriga desde o início a especulação de que Bolsonaro teria ligado para o senador Esperidião Amin. Ora, se o presidente tivesse ligado não seria para dizer que ele não seria o ministro. Pelo contrário. O provável então seria de que Amin teria declinado do convite. Se isso tivesse ocorrido, porquê?

RIO MAINA Neto Ugione, uma das lideranças jovens do Rio Maina, foi nomeado ontem e vai assumir cargo na administração municipal de Criciúma. Ele vai ser o responsável pelo Parque do Imigrante, a menina dos olhos do atual governo naquela região.

COLABORADOR Morreu ontem em acidente de trânsito um dos maiores animadores das melhorias nos arredores do Parque das Nações. A declaração foi dada pelo próprio prefeito Clésio Salvaro, quando comentou como Adilson de Carlos Ronsoni, de 55 anos, conhecido como “O Maverik”, se envolvia nas melhorias.

O PARQUE Está marcado para o dia 27 a inauguração da rua José Henrique Mezari. No local estão sendo instaladas arquibancadas.

FRASE DO DIA
“Acho que deixar de fazer negócios com a Casan não é um bom caminho”.
Governador Carlos Misés da Silva comentando a possibilidade de municípios romperem contrato com a Casan.

PSD MAPEIA IÇARA

 personJoão Paulo Messer
access_time09/04/2019 - 00:22

O empresário Anselmo Freitas deve ser o candidato a prefeito pelo PSD em Içara. O assunto foi um dos itens tratados pelo deputado estadual Júlio Garcia, ontem, em reuniões restritas. O convite ao empresário foi feito ainda na semana passada pelo vereador Alex Michels. Quando o convidado disser sim entra em ação o parlamentar estadual com base em Criciúma e que está construindo as principais candidaturas do partido na região carbonífera. Atualmente Anselmo é filiado ao PP. Ele não deu prazo à resposta, mas dificilmente vai declinar. Tem potencial de candidatura com uma aliança forte e apoio empresarial amplo.

FILIAÇÕES
Ontem o PSD de Içara realizou um movimento de filiações cujas fichas foram abonadas pelos deputados estadual Júlio Garcia e federal Ricardo Guidi. Foram filiadas dez lideranças de Içara.

DEU CPI
Foi surpresa para muitos o protocolo de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar possíveis irregularidades no CriciúmaPrev. O protocolo foi feito ontem com requerimento subscrito por oito vereadores. Esta é a resposta a denúncia feita pelo Conselho Deliberativo do órgão. Denúncia idêntica foi feita ao Ministério Público.

OS MOTIVOS
A CPI do CriciúmaPrev deve esclarecer quatro pontos. O primeiro é a ausência de autorização para o parcelamento da dívida da prefeitura com o sistema. Outro item é a inexistência de valores na composição do débito apresentado à Câmara de Vereadores para o parcelamento. O terceiro é sobre o comportamento do presidente do sistema ao não denunciar o prefeito pelos atrasos nos repasses e o quarto e último é a falta de pagamento dos valores devidos ao CriciúmaPrev.

DA CASA
Dos oito vereadores que subscreveram o pedido de instalação de CPI do CriciúmaPrev, cinco são de origem atual ou antiga da base de governo: Júlio Kaminski e Dailto Feuser, ambos do PSDB mas com um pé fora. Júlio Colombo (PSB) em vias de ir para o PSDB. Zairo Casagrande, que já foi convidado a se retirar do PSD (partido do vice-prefeito) e Diego Goulart (DEM), que só está na Câmara por um recente movimento feito prefeito Clésio Salvaro.

TARIFA MENOR
Depois de Paulo Meller e do Superintendente da Casan, ontem foi a vez dos vereadores de Criciúma ouvir o superintendente Antonio Willeman, da Cisal-Sum (Consórcio Intermunicipal de Saneamento Ambiental) e o diretor do Samae de Orleans, Fabio Echeli Bett. O relato contrapõem as manifestações anteriores sugerindo a possibilidade de Criciúma ter uma taxa de água e esgoto bem mais baratos em caso de municipalização do serviço.

O REAL
O PSDB de Santa Catarina terá convenção no próximo dia 4 de maio. Até lá a direção vai “costurar” uma chapa de consenso. Pelo menos é o que foi anunciado ontem após reunião de setores da cúpula, na capital. Junto com outras siglas tidas como as grandes como PT e MDB, PP, e PSD o PSDB afundou nas últimas eleições. O PSDB afundou mais, pois reduziu em 50 por cento a sua bancada federal e sua bancada estadual e ainda perdeu dois senadores. Na chapa majoritária apoiou Napoleão Bernardes que hoje nem na sigla está mais.

O ILUSÒRIO
Provavelmente por estas coisas que a política anda tão desacreditada. Ao analisar o cenário do PSDB, o ex-senador Dalírio Beber distribuiu através da sua assessoria um comentário em que assegura que o partido cresceu e ganhou capilaridade nos últimos anos. Mas como absorver um comentário deste tipo se os números indicam justo o inverso.

AÉ, SI É ??? OH, SI É!!!
As últimas informações sobre a vida pregressa da deputada estadual Ana Capagnolo (PSL), reveladas pela exposição que a sua vida passou a ter depois que avançou nas diárias da Assembleia Legislativa para bancar viagens pelo Estado para lançar livro e fazer palestras, a colocam na beira do abismo da moralidade. Se comprovadas de sua autoria as publicações em conta com o seu nome no twitter, que apesar de antiga só foi desativada após as últimas polêmicas, ela não terá –ao meu ver – condições de encarar o plenário do parlamento catarinense. Agora ela já não é mais um problema para o seu partido ou o seu governo, mas também do parlamento.

TÁ CLARO Jornalista, o ex-candidato a governador pelo PSOL, Leonel Camasão, foi um dos que fez comentários contundentes sobre a história da deputada Ana Campagnolo no twitter, no que pode ser tratado como apologia ao uso de drogas ilícitas no país.

MANCHA A deputada Ana Capagnolo precisa ter o direito de contrapor as publicações que vem sendo feitas como sendo de sua autoria. Embora no Direito “caiba ao acusador o ônus da prova”, neste caso ela precisa apresentar logo sua defesa, pois o comportamento a ela atribuído é incompatível com o do papel de uma parlamentar.

BLOQUEADOR Na Câmara de Vereadores de Criciúma foi aprovado ontem requerimento para que o órgão responsável “reposicione” os aparelhos bloqueadores do sinal de celular nas redondezas do Presídio Santa Augusta, pois a vizinha ficou sem comunicação. Há quem diga que do lado de dentro o sinal é bom.

NA MARCHA Oito de 12 prefeitos da região da AMREC estão desde ontem em Brasília para a Marcha dos Prefeitos, maior evento municipalista do país. Começou ontem e vai até amanhã.

SANEAMENTO Assim como acontece na política nacional a análise dos fatos está passando à margem no debate que envolve políticos. A vítima mais recente desta discussão é a proposta de municipalização da água em Criciúma. As análises não seguem mais o racional, mas sim o emocional.

NA ONDA A persistir o debate que se instala na questão do conflito Casan e prefeitura de Criciúma está cada vez mais difícil tomar posição. É o que vem acontecendo na análise de fatos como a própria reforma da previdência.

FRASE DO DIA
“Não é uma decisão tão simples. Tem uma série de questões, inclusive as de ordem profissional que devem ser analisadas. Só depois vou me decidir”.
Anselmo Freitas, ao rejeitar resposta imediata ao convite feito pelo PSD para se filiar ao partido e credenciar-se à candidatura à prefeito de Içara.

LICITAÇÃO DA ÁGUA E DO ÔNIBUS

 personJoão Paulo Messer
access_time08/04/2019 - 00:22

O corpo jurídico e o de licitação da prefeitura de Criciúma serão testados na forma mais severa nestes próximos meses. Permeiam por eles duas ações gigantes. Ambas sob o argumento da legalização, quer dizer, porque os contatos atuais precisam ser refeitos como já identificou o Supremo Tribunal Federal. Aparentemente disposto a apressar a revisão do atual contrato com a Casan, o governo, para ser coerente, deve colocar na mesma velocidade a nova licitação do transporte coletivo urbano. A diferença flagrante em ambos é que à primeira já existe substituto com perspectiva de redução do custo para o cidadão, enquanto na segunda não há esta certeza.

SAMAE
O governo municipal de Criciúma garante que se prepara para que, se a Casan sair num dia o serviço seja absorvido por outro prestador no outro e com a promessa de que o faça sem prejuízo de qualidade e quantidade e com a promessa de tarifa mais baixa. Este é o compromisso prometido pela prefeitura. Resta conferir.

ÔNIBUS
A nova licitação do transporte coletivo urbano de Criciúma não tem a mesma pressa, nem a mesma intenção quanto ao substituto. Isso porque há certeza de que é difícil encontrar um concorrente disposto a criar a concorrência do que torna as licitações vantajosas ao cidadão. Enquanto a água e esgoto são serviços que crescem de importância, o transporte coletivo está decadente.

DECADENTE
Quando o atual sistema de transporte coletivo de Criciúma foi implementado o movimento chegava a 60 mil passageiros dia, sendo que esta média vem caindo e hoje tem índices inferiores a metade. O investimento para entrar num negócio em decadência não é atrativo. Afora isso há de se considerar que os concorrentes destes serviços costumam se proteger.

INSISTÊNCIA
No último sábado o prefeito Clésio Salvaro participou do lançamento da pedra fundamental do Colégio Adventista que irá se instalar em Criciúma até o final do ano para abrir matrículas para pelo menos mil alunos já em 2020. Na ocasião a lembrança da tenacidade com que o prefeito defende os assuntos que ele “põem embaixo do braço”. Só para lembrar que o caso do colégio parecia “morto”.

AGORA É MORO
Como a coluna havia antecipado na sexta-feira, foi confirmada a visita do Ministro da Justiça e Segurança Público, Sérgio Moro, em julho à Criciúma. Virá para evento de aniversário da ACIC. O responsável pela agenda de novo o deputado federal Daniel Freitas. Em março veio Marcos Pontes (Ministro de Ciência e Tecnologia) e em agosto virá Teresa Cristina (Ministra da Agricultura).

SERRA DO FAXINAL
Dirigentes da empresa Conmterra visitaram na semana passada o superintendente regional sul do Deinfra, engenheiro Gustavo Taufenbach. A empresa ficou em segundo no processo de licitação e tem interesse em realiza-la, já que a primeira desistiu. O assunto se arrasta de 2017.

AVALIAÇÃO
Amanhã o governador Carlos Moisés da Silva fará entrevista coletiva para apresentar avaliação dos seus 100 dias de governo. Vai ser na sede da Defesa Civil na capital do Estado. O local oferece hoje a melhor condição para estas coletivas.

AMIN NO MINISTÉRIO
Depois de mergulhar em profunda crise o Ministério da Educação pode passar a ser comandando pelo senador catarinense Esperidião Amin. Fontes de vários setores confirmam que ele foi sondado sobre esta possibilidade no fim de semana. No sábado ele teria recebido um telefonema do presidente Jair Bolsonaro. É praticamente certo que o atual titular da pasta, Ricardo Vélez Rodríguez, seja exonerado nesta segunda-feira.

A FAVOR Depois de acusar o MDB de articular movimento de oposição à sua proposta de municipal o serviço de água e esgoto em Criciúma o prefeito Clésio Salvaro deve articular a ida à Câmara Municipal de setores que podem depor a favor. É o caso da Samae de Orleans, que vai à sessão de hoje falar da experiência bem sucedida.

EM GUERRA Na sexta-feira de novo duas regiões da cidade de Criciúma ficaram sem água. Diferente das outras vezes, agora a Casan não pouco e apontou logo o culpado a prefeitura. Máquinas em serviço arrebentaram a rede.

LEU BEM O empresário Delir Milanez, que tem se transformado em uma das opiniões mais respeitadas e seguidas nas redes sociais – especialmente facebook – comentou o assunto “Casan”, no fim de semana. Sintetizou bem: “ao mostrar os números do exercício 2017 a Casan deu um tiro no pé”, escreveu.

ROCINHA Um grupo bem representativo e extremamente articulado acompanha de perto as obras da Serra da Rocinha, trecho da BR-285 que significa a transformação da economia de vários municípios catarinenses e gaúchos. Impressiona como eles se comunicam e brigam pela obra.

SEM RADAR Enquanto em Santa Catarina os radares da BR-101 estão apenas desligados, no Rio Grande do Sul eles já foram retirados pela empresa. Não há licitação para o serviço.

AVALIAÇÃO Amanhã o governador Carlos Moisés da Silva fará entrevista coletiva para apresentar avaliação dos seus 100 dias de governo. Vai ser na sede da Defesa Civil na capital do Estado. O local oferece hoje a melhor condição para estas coletivas.

A MARCHA Nesta semana de novo antes de buscar agenda com os prefeitos é bom consultar a presença deles em seu município já que acontece em Brasília a Marcha dos Prefeitos. A maioria desembarca na capital federal.

DIA DO PSD O deputado estadual Júlio Garcia participa hoje às 8h15min de um ato para anunciar as novas filiações partidárias do PSD. Além dos nomes já especulados na imprensa, devem aparecer algumas surpresas. A sigla torna-se na mais forte e ativa em Criciúma.

Respingos da Casan

 personJoão Paulo Messer
access_time05/04/2019 - 00:22

RESPINGOS DA BRIGA COM A CASAN
O anúncio do rompimento do contrato com a Casan, antes por opção e agora por alegação de força legal, pode ser um tijolo a mais na construção da candidatura de reeleição do prefeito Clésio Salvaro. Embora ele rechace levar o assunto para o campo eleitoral, porque acusa os que pensam diferente dele a fazer isso por questões partidárias, deve ganhar com a estratégia. A medida só não tem melhor resultado em favor do prefeito porque seus soldados parecem distante do comando. Brigar por tarifa menor é simpático. Ao eleitor e contribuinte menos importa que as taxas cobradas pelo município são igualmente altas. Outro fato é brigar com a Casan, que é hoje um dos serviços mais reclamados na cidade. Resumo a interpretação com a opinião de que o prefeito não vai arredar o pé da briga porque lhe é favorável.

SOLDADOS
Tenho insistido na tese de que o prefeito Clésio Salvaro tem cada vez menos soldados dispostos a comprar as suas brigas, seja numa simples rede social ou na tribuna da Câmara de Vereadores. Este isolamento, quem sabe, seja o maior equivoco estratégico dele no momento. Vale para assuntos como a Casan, como vale para outros menores.

NOS TÉCNICOS
Parece que não era intenção do prefeito comprar briga com técnicos da Casan, quando começou a explicar nas rádios, ontem, seus argumentos. No decorrer da fala, entretanto, fuzilou a equipe técnica e ficou sem chances de retornar. Teve que dizer porquê. E não foi difícil. Bastou lembrar erros como os recentes na construção da rede de esgoto da Próspera.

ERROS GRAVES
Se foram questões burocráticas ou não – que me parece mais lógico – a verdade é que ao construir a rede sem fim, sito é, sem a estação de tratamento de esgoto na Próspera, a Casan deu demonstração de fragilidade. As perdas de água entre outras falhas também depõem contra a empresa.

O MAIS GRAVE
De todos os equívocos cometidos na Casan, o mais grave parece ter sido a ilegal distribuição de lucros nos anos de 2009 e 2010. Apenas 29 diretores ratearam R$ 1,5 milhão. O caso não foi caracterizado como má fé, pois foi autorizado em assembleia, mas respingou na imagem da instituição.

REAÇÃO
O Superintendente Regional Serra/Sul, da Casan, tem se mostrado um hábil e atendo debatedor das questões da Casan. Não se furta em enfrentar o momento delicado. Ontem, após a fala do prefeito ele fez contraponto. Lembra que a Casan atende195 municípios e tem quase 50 anos de experiência da área de saneamento. Por isso tem maior capacidade de aporte de recursos para investimento, atualmente são R$ 2 bilhões em investimentos em SC.

NÚMEROS
Especificamente em Criciúma o balanço anual de 2017 apontou arrecadação de R$ 85,7 milhões, despesas de R$ 52,3 milhões, investimentos de R$ 67,4 milhões, totalizando um déficit de R$ 36 milhões em Criciúma.

REAÇÃO
Às críticas ao técnico ele responde que as obras do sistema de esgotamento sanitário da grande Próspera se deram por processos administrativos junto ao Ministério Público, indefinição de local para construção da Estação de Tratamento de Esgoto, novos licenciamentos ambientais, incluindo exigências para emissão do Alvará de Construção por parte da prefeitura municipal. O que arrastou por seis anos todo o processo.

NÚMEROS SURPREENDENTES
Inaugurado no final do ano passado o Hospital Materno Infantil Santa Catarina realiza em média 210 partos por mês. Nasceram até agora no hospital 630 crianças. Referência para nascimentos na região sul catarinense, via Sistema Único de Saúde (SUS), a capacidade da unidade é de 300 partos mensais. A nova ala para maternidade e clínica cirúrgica feminina foi inaugurada em 1º de dezembro.

COLHEITA O ex-Secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, que atualmente está na secretaria executiva da Amrec, segue colhendo resultados do seu tempo de governo estadual. Mais um assunto encaminhado por ele, a UTI do Hospital São Donato, deve se tornar realidade ainda em abril.

SOB COMANDO O PSDB de Crciúma fez a escolha da nova Executiva na noite desta quinta-feira. O prefeito Clésio Salvaro, que estava pretenso a assumir as rédeas do partido o fez de maneira indireta. Foram eleitos presidente Wágner Spíndola e Luiz Juventino Selva vice-presidente Wágner Spíndola, ambos diretamente ligados ao prefeito.

O PRÓXIMO Depois de fazer a agenda do Ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, em Criciúma, o deputado federal Daniel Costa costura agora a visita do Ministro da Justiça e Segurança Pública, juiz Sérgio Moro. Deve ser para as festividades de aniversário da Associação Empresarial de Criciúma.

AS DIÁRIAS As redes sociais são implacáveis. Desde terça-feira circulam cópia de pagamento de diária da Assembleia Legislativa à deputada Ana Campagnolo (PSL), sexta-feira, quando veio ao Sul do Estado para uma palestra e lançamento de livro. Na justificativa a divergência de quem distribui o comprovante já que ela veio à uma atividade partidária.

SEMPRE HOUVE É comum os políticos marcar viagens subsidiadas legalmente por recursos públicos e aproveitar algum tempo para outras atividades. Quando era presidente em campanha de reeleição o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez a inauguração da iluminação sobre o viaduto da Quarta Linha para vir à cidade onde à noite fez um comício na Praça do Congresso.

FRASE DO DIA
“Sob o ponto de vista econômico a Casan precisa se reinventar. Basta ver que nas cidades onde o serviço foi municipalizado, como Lages e Blumenau, a tarifa custa em alguns casos a metade do que nós pagamos em Criciúma ”.
Clésio Salvaro, prefeito de Criciúma ao comentar em entrevistas, ontem, as razões da sua disposição em apressar o rompimento do contrato com a Casan.

SE VAZOU ROMPE

 personJoão Paulo Messer
access_time04/04/2019 - 00:22

O rompimento do contrato da prefeitura de Criciúma com a Casan passou a ser tratado como uma correção a um equívoco administrativo e não mais como uma simples decisão política. Na prática, o prefeito Clésio Salvaro achou na lei uma forma de atingir o seu objetivo. Tanto isso é fato que ele desarmou o governador, ontem, quando foi chamado para um acordo. A prefeitura terá que fazer um processo de escolha aberto à participação de mais empresas. Não pode, como não poderia renovar o contrato sem esta abertura. O detalhe é que ele vai forçar a assinatura de um novo contrato desfazendo um contrato que ele mesmo assinou ao término do seu mandato.

PRIMEIRO PASSO
Ontem, um dia após a Câmara de Vereadores aprovar e apenas algumas horas após reunir-se com o governador para tratar do contrato Casan e prefeitura, Clésio Salvaro assinou a contratação de uma nova agência reguladora para o serviço de água e esgoto. Uma nova equipe vai significar um novo cálculo e com isso uma tarifa de água e esgoto menores.

QUALQUER MOMENTO
Clésio Salvaro é do tipo que anuncia pela manhã e faz a tarde. Pelo andar do processo pode baixar alguma norma que altere a gerência de água e esgoto a qualquer momento. Aliados da Casan e outros que divergem do prefeito teorizam sobre os riscos que a cidade corre, seja com a falta de água, problemas na rede de esgoto e até questões financeiras futuras. Mesmo assim a qualquer momento pode haver novidades.

VAMPIRO RELATOR
A reforma administrativa que o governador mandou à Assembleia Legislativa caiu na mão do deputado Luiz Fernando Cardoso Vampiro como relator. Muito vai depender dele, inclusive a velocidade com que o assunto será tratado. Esta é a primeira preocupação do parlamentar. Ele considera que 45 dias, como quer o governo, é pouco tempo para análise.

TIRA DA EDUCAÇÃO
No pacote com mais de uma centena de folhas, cada uma com várias alterações na legislação administrativa atual, existem questões delicadas na reforma administrativa. Uma delas retira direitos já adquiridos por servidores, situação que se levada à Justiça criará enorme imbróglio. Tem servidor que vai perder salário, se a proposta passar. Um dos cortes mais abruptos está na Educação.

RODOVIAS
Uma reunião hoje às 10h na capital reúne os presidentes das 21 associações de municípios para discutir com o Governo do Estado a forma de recuperação das rodovias estaduais. A ideia é criar um consórcio de prefeituras, utilizando as usinas de asfalto como há em Criciúma e nos seis municípios da região de Orleans. A região da Amrec será representada pelo secretário executivo Acélio Casagrande.

RODOVIAS
A regional do Deinfra, que pela mudança na reforma administrativa passa a ser um órgão da Secretaria de Estado da Infraestrutura, contabiliza hoje 890 quilômetros de rodovias na região do Sul e até a Serra do Rio do Rastro. Este dado, entretanto, é de 2012. Deste total 666 quilômetros são de rodovias pavimentadas e o restante não.

PSL se extingue logo?
Uma das maiores dúvidas no ambiente político partidário é sobre o futuro das siglas. A fragilização das maiores siglas, como PT, MDB e PSDB entre outras é apenas a evidência de que algo mais complexo está por acontecer. As questões ideológicas se misturam na sopa de letrinhas e “os homens” não conseguem alcançar espaço senão por uma sigla. O fato é que o PSL (17) pode ser como todos os filhos das redes sociais “um balão” capaz de vida curta. Não se ouve um único líder eleito pelo PSL bradar em defesa doi partido. Esta é a maior razão para as apostas de que uma das primeiras siglas a ser absorvida ou absorver outras e mudar de nome seja o partido que fez onda em Santa Catarina especialmente.

SEM CONTINÊNCIA Uma das melhores definições que ouvi sobre a troca do líder de governo na Assembleia Legislativo é que com “ordem unida” ninguém constrói relação com a Assembleia Legislativa, com diálogo sim. Leia-se que antes o líder de governo era um militar, agora é um deputado com três mandatos.

SÓ OFICIALIZOU Antes mesmo de assumir a liderança de governo na Assembleia Legislativa o deputado Mauricio Escudlark (PR) já vinha fazendo defesa ferrenha dos projetos do governo.

SINTONIA O filho do novo líder do governo na Assembleia Legislativa é servidor chamado para cargo de confiança no órgão ambiental do estado, o IMAS (antiga Fatma).

INEFICIENTE A Casan não quer mais a prefeitura fazendo a operação tapa buracos das valas abertas para consertos na rede. Considera o serviço ineficiente, por isso vai romper com o município e contratar uma empresa com o compromisso de que em 48 horas a vala esteja tapada e em boas condições.

É HOJE Atualmente a Casan possui um contrato com a prefeitura que prevê um pagamento fixo mensal. Assim, a Casan abre a vala, faz o conserto da rede e informa à prefeitura que tapa o buraco. Este serviço é considerado ruim e a reclamação recai sobre a Casan.

SEM ATRASO O Secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, disse ontem na Assembleia Legislativa que está afastado o risco de atraso nos salários dos servidores.

INOCÊNCIA Irrita a qualquer um que rechaça a ideia de que o resultados das eleições de 2018 transformem num passe de mágica mazelas com as quais o serviço público convive. Uma delas é a indicação por apadrinhamento, que alguns juram acabaria. Sobram exemplos de que na prática isso é bem como se previa: “balela”.

PARA TODOS Quando Lula foi, quando Jeans Willys foi não faltaram críticas e ironias para o fato deles terem sido palestrantes na universidade de Hardvard nos estados Unidos. Estas cenas são mais comuns do que pode parecer. Sábado a deputado Geovânia de Sá fará palestra na universidade.

TEM O QUE DIZER Giovânia de Sá vai falar sobre a relação da política e a religião. Ela tem o que falar. Foi reeleita como candidata preferencial da Igreja Assembleia de Deus.

FRASE DO DIA
“Já não é mais uma questão de tarifa de água e esgoto mais baratos, agora é uma questão legal. Nós vamos fazer a coisa pelos caminhos exigidos por lei”.
Clésio Salvaro, prefeito de Criciúma ao comentar que considera inevitável o rompimento do contrato do município com a Casan.

SACRIFICAR O GEIO OU O ZÉ

 personJoão Paulo Messer
access_time03/04/2019 - 00:22

Em Nova Veneza a aliança PSDB e PSD vive um dilema que precisa ser resolvido para que continuem juntos na eleição do ano que vem. O atual prefeito, Rogério “Géio” Frigo (PSDB) está no primeiro mandato, portanto, em condições de buscar a reeleição. O fato é que o vice-prefeito Sérgio Zé Spiller (PSD) está no segundo mandato e para concorrer de novo precisa mudar a vaga, ou seja, disputar a Câmara de Vereadores ou a cabeça de chapa (prefeito). Desta forma, ou Géio abre mão, ou Spillere pratica o gesto. Os dois não podem ser contemplados nos seus cargos atuais. De um lado Géio vem sendo pressionado dentro do partido para bancar a sua reeleição. De outro o PSD cobra o que teria sido um acordo que lhe dá o direito de cabeça de chapa.

PESQUISA
Uma das ferramentas a ser sugerida pelo PSDB para evitar o “par ou ímpar” é uma pesquisa em tempo hábil. Ocorre que sobre as tais pesquisas pairam suspeitas, especialmente quando se trata de determinado instituto conhecido nos bastidores políticos como influenciável por um tucano vizinho da Veneza.

VERBAL
Existe mais gente inflamando o debate interno em Nova Veneza. Uma ala do MDB, por exemplo, jura que em outros tempos, numa reunião que teria ocorrido na casa de um morador vizinho das Casas de Pedra, os tucanos teriam oferecido a mesma promessa de cabeça de chapa na eleição seguinte, o que não teria sido cumprido. Os tucanos negam.

É NATURAL
Afora estas especulações o certo é que qualquer acordo que retire o atual prefeito da condição de candidato à reeleição na cabeça de chapa soará pouco lógico. Com ou sem críticas, aprovado ou não pela maioria de Nova Veneza, Frigo tem hoje uma das melhores avaliações como prefeito fora do seu município. Já internamente a avaliação se submete ao voto.

É DA COTA DO PSD
Ainda sobre Nova Veneza há de se considerar que o PSD tem como meta o maior número possível de prefeitos. Trata-se de estratégia que mira a candidatura de Júlio Garcia para o governo do Estado em 2022, situação cada vez mais provável.

A BATUTA DE DÓRIA
O prefeito de Criciúma com os deputados (federal) Giovânia de Sá e (estadual) Vicente Caropreso e o presidente dos prefeitos do PSDB em Santa Catarina, Clenilton Carlos Pereira (Araquari), foram recebidos pelo governador de São Paulo, João Dória Júnior. O encontro foi ontem à noite no Palácio dos Bandeirantes em São Paulo. Os tucanos catarinenses ouviram Dória confirmar que assumiu o papel de principal líder da sigla no país.

VAGA ABERTA
A visita dos peessedistas catarinenses é muito mais um gesto de força e articulação de quem está buscando as rédeas de um partido que parece à deriva, do que qualquer outra coisa. Este grupo entende que o atual presidente, deputado Marcos Vieira, conduziu o partido para um rumo que se mostrou equivocado. Encolheu pela metade as bancadas federal e estadual e na majoritária apostou em um nome que nem está mais na sigla (Napoleão Bernardes).

TROCA DE NOME
Da conversa com João Dória Júnior os líderes catarinenses recolheram informações como a possibilidade de fusão e até mudança de nome. O presidente nacional do partido deve ser o deputado federal pernambucano Bruno Araújo. Uma pesquisa a ser contratada ainda neste mês vai ditar novos caminhos, provavelmente mais à direita e conservador.

IDEIA BOA, EXECUÇÃO LENTA
A Câmara de Vereadores de Criciúma aprovou ontem a substituição da agência reguladora do serviço de água e esgoto no município. A contratada agora é a CISAM-Sul, que atua em mais de duas dezenas de municípios da região. Com esta agência a expectativa é de que haja cálculo que indique a redução da tarifa de água e de esgoto. A agência anterior era considerada inerte na defesa dos contribuintes. O projeto de substituição da agência foi feito pelo Executivo.

ESFRIOU De novo a Câmara de Vereadores de Criciúma deixou um belo assunto esfriar, para só após ser provocada agir de forma conclusiva. Natural que deva ser respeitada a origem da matéria, mas este assunto de redução da tarifa de água e esgoto foi primeiro levantado pela Câmara. Agora, da forma como está andando, virou instrumento absorvido pelo Executivo.

NO PRÉDIO Tem sido assim nas ações mais recentes da Câmara de Vereadores de Criciúma, em que o assunto é levantado com propriedade, mas a luta esmorece ou se submete a manobras do Executivo. No caso da construção da sede do Legislativo tem sido a mesma coisa. Só vai sair quando o Executivo quiser?

SEM RECÚO A mesma Câmara de Vereadores que foi buscar subsídios em várias cidades do Estado e provocar um debate sobre o assunto tarifa de esgoto, se exclui ou permite ser excluída daquela que parece ter se tornado em bandeira do Executivo.

VIRAM BEM Quem primeiro reclamou da tarifa e dos serviços da Casan foram os vereadores. Se recuarem da intenção de rever tarifa, qualidade e autor dos serviços, podem ser acusados de fazê-lo apenas para não acompanhar o que virou bandeira do Executivo de Criciúma e outras cinco cidades: Maracajá, Siderópolis, Forquilhinha, Nova Veneza e Içara.

TROCA O novo governo do Estado não superou o primeiro teste na Assembleia Legislativa. Antes mesmo da votação da primeira matéria teve que trocar o líder do governo. A partir desta semana a liderança passa a ser executa pelo experiente deputado Maurício Escurdlark, que já foi do PSD e agora está no PR e na terceira legislatura.