Notícias em destaque

  Jogo do Brasil na Copa vai encurtar semana de trabalho no Congresso

commentJornalismo access_time25/06/2018 09:40

Além da partida, festas de São João devem diminuir a presença de parlamentares, especialmente, os da região Nordeste

Uruguai se classifica em primeiro no Grupo A

commentEsporte access_time25/06/2018 13:00

Arábia da adeus ao Mundial depois de superar o Egito

Criciúma vence no Sub-15 e Sub-17

commentCriciúma EC access_time25/06/2018 09:45

Os jogos foram disputados pelo Campeonato Catarinense de suas respectivas categorias

João Paulo Messer

Sou João Paulo Messer, 55 anos, dos quais 38 atuando no jornalismo, apresento de segunda a sexta-feira o Programa João Paulo Messer na Rádio Eldorado (AM 570 e FM 89,5), entre 7h e 10h. Também publico a coluna Radar todos os dias no jornal Diário de Notícias. Neste espaço, abordo os principais temas das pautas de política e economia.

Últimas postagens de João Paulo Messer

Coluna de Segunda-feira

access_time25/06/2018 00:03 personJoão Paulo Messer

Fator Antonelli 10 anos depois
O mesmo movimento praticado por Anderlei Antonelli em 2008, na prefeitura de Criciúma, foi praticado agora por Eduardo Moreira no governo do Estado. Naquela ocasião o PMDB queria que o prefeito disputasse prévia com outro pré-candidato (Acélio Casagrande), mas ele preferiu ficar fora por considerar que era uma afronta do partido, que com a prévia mostrava não aprovar o seu governo. Assim foi agora, quando o partido exigiu as prévias, ou seja, não avalizou o governo de Moreira. “Antoneliistas” consideram que Moreia sofre agora com a tese que ele apoiou para Criciúma em 2008.

OPOSIÇÃO
Inclusive fora do MDB é entendido que o deputado federal Mauro Mariani tem discurso de oposição, diferente do que seria com Eduardo Moreira que era vice-governador. O pré-candidato emedebista deve invocar seus discursos de ataque a governo Raimundo Colombo e até seu voto anti-Temmer para se apresentar como oposição ao governo e modelo atuais.

GENÉTICA
No evento promovido pelo PP de Criciúma, liderado pelo ex-prefeito Márcio Burigo, sábado, evidências para o fator da genética. O deputado federal Esperidião Amin citou isso no seu discurso. O evento teve a presença de dois outros partidos: PSD representado por Gelson Merísio e Democratas por João Paulo Kleinubing. Para completar um esquema tipo: “todos contra o MDB” faltou apenas o PSDB.

TUCANOS
Na capital, no mesmo horário em que o PSDB se reunia em Criciúma, o PSDB promoveu encontro dos seus principais líderes. Na reunião ficou claro que o partido não fala mais em plano “B”. O candidato a governador é Paulo Bauer. A verdade é que a saída de Eduardo Moreira (MDB) do jogo, enfraqueceu Napoleão Bernardes que apostava tudo em ser vice do emedebista.

OPÇÕES
Os caminhos mais prováveis da eleição são do PSDB formar a cabeça de uma chapa e o PP u PSD a outra para disputar com o MDB. No segundo turno o trio dos: tucanos, progressistas e peessedistas, vira um só. A aliança dos três oriundos da mesma genética pode sofrer alteração na composição de primeiro turno, mas deve significar união no segundo turno.

NO CAMINHO
O deputado estadual Gelson Merísio (PSD) havia anunciado que não estaria no encontro do PP em Criciúma, mas mudou de opinião já na estrada. Esteve no evento progressista com direito a discurso no palco. Veio ao Sul para o lançamento da pré-candidatura a deputado estadual do ex-prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaine. Passando por Criciúma decidiu entrar na cidade.

CONVERSA
O pré-candidato a deputado federal pelo PSB, Fábio Brezolla comenta conversa que teve com o prefeito Clésio Salvaro (PSDB), quinta-feira, enquanto aguardava evento na ACIC. Ele descreveu ao prefeito cenário que mira também 2020, ou seja, lembrou que em 2016 fez boa votação para prefeito. Assim, se for eleito deputado federal Brezola sai da disputa à prefeitura de 2020. Seria um adversário forte a menos para Salvaro enfrentar em 2020.

Chamada política em Forquilhinha
Pelo terceiro ano consecutivo o governo de Forquilhinha tenta aprovar na Câmara Municipal projeto criando cargos para contemplar pessoas que já estão aprovados em concurso público. Há gente aprovada, mas não há a vaga. Só após saber quem é o aprovado o governo cria a vaga. Dois chamados são de estreita ligação politica com o partido que está no governo (PP). No mesmo concurso tem muita gente aprovada com vaga aberta, mas que o governo não chama.

JUDICIÁRIO
O juiz Sérgio Moro participa hoje em Florianópolis do Seminário “Desafios do Sistema de Justiça Frente ao Crime Organizado”, promovido pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina e o Ministério Público. Além dele, entre outros, ministra palestra o ministro Luís Roberto Barroso (STF).

NO PAPEL
A primeira dama do Estado, Nicole Torret Moreira, presidente da Fundação Nova Vida esteve em Meleiro, Jacinto Machado, Criciúma e Urussanga na semana passada. Amanhã ela já retoma agenda na região de Rancho Queimado e Alfredo Wagner. Ela diz que não vai diminuir o ritmo até o dia 31 de dezembro.

FRASE DO DIA
“O tempo do Eduardo Moreira já foi. Ele esteve 16 anos no governo e fez o que poderia fazer. Aliás, fez muito pouco.”
Itamar da Silva, presidente do PP que fez evento sábado em Criciúma pela candidatura de Esperidião Amin ao governo.

Coluna do Fim de Semana

access_time22/06/2018 22:22 personJoão Paulo Messer

Fator família foi decisivo
A passagem do governador Eduardo Moreira na sua base política, nesta sexta-feira, associada a informações de pessoas muito próximas ao principal líder político do sul revelam que as verdadeiras causas à sua decisão de desistir da disputa eleitoral deste ano não são politicas. As decisões que mais pesaram foram familiares. As 69 anos, avô e com história politica construída com duas ocasiões ter sido governador do Estado, Moreira está planejando dedicar-se à família, como ao seu casamento com Nicole Rocha Moreira, que embora seja incentivadora da proposta de reeleição, admite que a ideia de viver a vida, por exemplo, na Europa por algum tempo, é bem vinda. Moreira deixou isso evidente quando respondeu a uma pergunta do repórter João Zanin, da rádio Eldorado. Busca um tempo de vida privada.

RECLAMOU
Durante a solenidade em que entregou recursos para obras da Casan em Criciúma nesta sexta-feira o governador Eduardo Moreira reclamou que ao invés de ouvir agradecimentos, só ouve cobranças. Pouco antes o prefeito Clésio Salvaro havia apresentado uma relação de obras que dependem de liberação de recursos do Estado.

CARVÃO
Presidida pelo deputado estadual Cleiton Salvaro, ocorreu ontem à noite em Criciúma sessão solene da Assembleia Legislativa em homenagem ao carvão. Ao todo 28 personalidades, algumas já falecidas, foram homenageadas. Mais detalhes da sessão na coluna de segunda-feira.

MOMENTO PP
Neste sábado o Partido Progressista de Criciúma sedia um evento no Centro de Eventos Oásis. O que nasceu como um ato local transformou-se num evento regional depois que Eduardo Moreira anunciou que não disputará mais a eleição. Progressistas da região sul entendem que o cenário eleitoral é favorável para a candidatura de Esperidião Amin ao governo.

NO PSD
O deputado estadual Gelson Merísio, presidente estadual do PSD participa neste sábado do evento de lançamento da pré-candidatura a deputado estadual do ex-prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini. Mesmo estando no sul, Merísio rejeitou convite para participar do evento que lança o nome de Esperidião Amin ao governo do Estado, em Criciúma.

DOBRADINHA
O deputado Ricardo Guidi e o ex-deputado Julio Garcia seguem com a “dobradinha”, reforçando as pré-candidaturas para deputado federal de Guidi e estadual de Garcia. Ontem eles conheceram a Casa de Acolhida Manjedoura, que atende dependentes químicos em Balneário Rincão, dirigido pelo Padre Eloir Borges.

MARKETING
Corrente de analistas do cenário eleitoral – leiam-se assessores dos candidatos de ponta, de todos os partidos – entende que o mal que contamina uma pré-candidatura de Eduardo Moreira e Paulo Bauer é o mesmo que afetaria uma candidatura de Esperidião Amin. Trata-se da rejeição ao “velho”. Entende-se que será difícil oferecer nesta eleição uma candidatura que não convença pelo “novo”.

CANDIDATURA
O PSL de Santa Catarina (partido de Jair Bolsonaro) deve ter como candidato a governador. O candidato mais provável é o bombeiro militar da reserva Carlos Moisés da Silva, de Tubarão. O candidato a vice deve ser o empresário Derian Campos, da cidade de Joinville.

REUNIÃO DOS TUCANOS
O PSDB fará uma reunião isolada das comemorações de aniversário da semana que vem. Será neste sábado, na capital. Correm diferentes teorias sobre a pauta da reunião chamada pelo presidente da sigla, deputado Marcos Vieira com o consentimento do pré-candidato a governador senador Paulo Bauer. Chegaram a existir teorias de que pode ser proposta no encontro a substituição do candidato em virtude da investigação que o senador sofre em virtude de uma denúncia feita por um delator ex-diretor a Hypermarcas. Bauer vai para a reunião munido de dados de pesquisa que mostra sua excelente condição para disputar a eleição.

CRICIÚMA Do sul do estado irão a reunião do PSDB o prefeito Clésio Salvaro, a deputada federal Giovània de Sá e o suplente de deputado estadual Dóia Guglielmi. Os três devem defender a proposta apoio ao senador Paulo Bauer. O que ele sugerir será avalizado pelos tucanos do sul.

ALMOÇO
Os prefeitos do PMDB no Sul do estado irão almoçar com o governador Eduardo Moreira terça-feira, para tratar da postura em relação às decisões do MDB.

INOVAR Nova Veneza é peculiar em fatos políticos e a tendência é que a escrita se mantenha. Após a eleição deste ano pode abrir-se uma nova frente, desta vez na tentativa de unir a força da comunidade de São Bento Baixo, que vem sendo isolada pela liderança da sede e do distrito do Caravággio.

BAIRRISMO O clima da tradicional festa de São João, que acontece neste fim de semana, pode ajudar a construir esta unidade. Os líderes já perceberam que se continuarem puxando por partido diferentes apenas favorecem outras regiões. Deve acontecer a substituição da diferença de partido pela unidade da localidade. É esperar para ver.

COISA PÚBLICA A delegacia inaugurada pelo governador Eduardo Moreira, nesta sexta-feira em Criciúma, é obra que vem sendo trabalhada desde 2011, ou seja, são sete anos de “idas e vindas” na obra pública. Só por este tempo se imagina quanto dinheiro foi desperdiçado.

INCOMPLETA Nesta semana de novo tivemos divulgação de pesquisa, esta a primeira com abrangência estadual. Embora bem próxima do que deve ser a nomenclatura da majoritária ainda não se pode considerar este tipo de levantamento agora. Por mais completa que seja a pesquisa, repito nesta época, sempre será incompleta.


FRASE DO DIA
“...para não ter que respostas deste tipo e ouvir apelo atrás de apelo como ouvi hoje de novo por aqui... “
Eduardo Moreira respondeu assim à pergunta sobre as razões da sua desistência de disputar a pré-convenção no MDB.

Coluna de Sexta-feira

access_time22/06/2018 00:34 personJoão Paulo Messer

SUL APELA A MOREIRA
A visita oficial que o governador Eduardo Moreira fará hoje ao Sul (Criciúma e Forquilhinha) deve abrir uma janela para gerar fato político partidário do MDB. Os prefeitos, que estiveram reunidos quarta-feira à noite em Içara, farão uma espécie de apelo para que ele repense a desistência da pré-candidatura. Se isso vai ou não gerar efeito não se sabe, mas pode contribuir para reforçar a tese de que “nem tudo está perdido”. É uma espécie de movimento com capacidade para “colocar uma pulga atrás da orelha” dos emedebistas que já fecharam com Mauro Mariani. A demonstração é que outra candidatura que não a de Moreira terá dificuldades na região.

A PAUTA
Apesar do momento ser de movimentos das Câmaras de Vereadores da região propondo a municipalização dos serviços de água e esgoto com a criação de sérvios do tipo Samae, a agenda do governador amplia os serviços da Casan. A companhia vem sendo muito questionada especialmente em Criciúma e Içara. Pelo vito em nenhuma destas cidades haverá municipalização. Faltará força política para isso.

FORA DA AGENDA
Chama atenção que não está na agenda do governador Eduardo Moreira , hoje em Criciúma, participação da sessão solene do Conselho Superior da Unesc, para celebrar os 50 anos da instituição. Hoje é o dia de aniversário e o ato ocorre às 19h30min no auditório Ruy Hülse. Neste horário Moreira já deve ter retornado à capital.

NA AGENDA
Enquanto o governador estiver em Criciúma e Forquilhinha a primeira dama vai estar em agenda da Fundação Nova Vida também em Criciúma e Urussanga. Ontem ela esteve em Jacinto Machado.

CIDADE DAS FEIRAS
A Feira Metal Mecânica e Mineração que acontece até hoje no fim do dia no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti, em Criciúma, mostra um perfil interessante. Com os visitantes todos cadastrados existe uma espécie de tratamento pessoal e dirigido. O modo implantado pela organizadora do evento chama atenção de quem observa o evento. A empresa que organiza é de Joinville que revela ter identificado em Criciúma uma vocação para eventos desta natureza. Reforça a tese que o sul tem decidido de que falta aos governantes prestar atenção no turismo de negócios.

No campo da polêmica
Pela estreita relação de amizade que tenho com o autor da proposta, deputado Cleiton Salvaro, posso ser considerado suspeito ao falar sobre o assunto, mas acho imperdoável críticas que ouvi sobre a lei que dá direito a passe livre a atletas profissionais nos estádios de futebol. Ora, sendo de uma cidade cujo clube tem no hino referência aos heróis do passado e onde ouço constantes elogios à forma como os clubes gaúchos tratam bem seus ídolos como o “nosso” Valdomiro, que aqui é quase ignorado, ouvir reclamações a um reconhecimento a ex-atletas beira o absurdo da ignorância. Reconhecer serviços prestados é no mínimo obrigação de sociedades civilizadas. A lei dá entrada franca a uma restrita categoria de ex-atletas profissionais e foi aprovada a pedido da categoria.

NA CAMPANHA O presidente da Associação Empresarial de Criciúma, Moacir Dagostin, aderiu a Campanha "Compre de SC". Ele participou ontem com representantes de indústrias cerâmicas do Sul do Estado de uma reunião com o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, para iniciar as discussões avaliando a situação tributária do setor.

HOMENAGEM Só nesta semana o ex-governador Raimundo Colombo foi homenageado duas vezes com o titulo de cidadão honorário. Segunda-feira foi em São Lourenço do Oeste e ontem em Imbituba.

LANÇAMENTO O partido a Rede escolheu uma aldeia indígena para fazer o lançamento da pré-candidatura da sua majoritária liderada pelo professor Rogério Portanova e da ambientalista Miriam Prochnow. Na chapa de pré-candidatos a deputados figuram dois líderes indígenas.

INEVITÁVEL A opção do partido a Rede não escapou das brincadeiras de quem relacionou o ambiente escolhido pelo partido à situação do país. Ironias do tipo que sugerem que o comando da nação seja devolvida aos índios para “começar tudo de novo”. Nesta linha de raciocínio é om lembrar que na majoritária nacional existem teorias de que regimes primatas sejam adotados como solução.

Coluna de Quinta-feira

access_time21/06/2018 00:23 personJoão Paulo Messer

Homenagem à Unesc
A Câmara de Vereadores de Criciúma fez ontem à noite a sessão solene de homenagem aos 50 anos da Unesc. A proposição foi dos vereadores Tita Beloli, Jullio Kaminski e Paulo Ferrarezi e aprovada por unanimidade. A solenidade ocorreu no ambiente da universidade, auditório Ruy Hülse, onde amanhã o Conselho Superior da Universidade fará a sua oficial sessão de comemoração do aniversário. Durante toda a semana a instituição tem atividades alusivas ao cinquentenário. A Unesc descende da Fucri que foi criada pela prefeitura de Criciuma. Hoje a instituição tem mais de 13 mil alunos.

Expulsando a Casan
Os vereadores que integram a Comissão Permanente de Serviços Públicos de Içara, entre eles três da base aliada do prefeito Murialdo Gastaldon (MDB) estão em franca campanha pelo rompimento do contrato do município com a Casan. Querem que a prefeitura entregue integralmente o serviço ao já criado órgão municipal Samae, diferente do que pensa o prefeito.

Argumentos fortes
A campanha deflagrada pelos vereadores contra a Casan e à favor do Samae está municiada de dados apurados em cidades onde o serviço é municipal. Há casos, inclusive na região, como em Orleans, onde o saneamento básico atende mais de 90 por cento da cidade e o custo do serviço é quase a metade do que a Casan cobra em Içara.

Detonando a Casan
Em entrevista à rádio Eldorado, ontem, o deputado federal Mauro Mariani, pré-candidato a governador pelo MDB disparou contra a Casan. Citou a empresa pública como exemplo de problemas de gestão púbica e invocou os números recentes da companhia. Sentenciou dizendo que “o Estado não tem mais recursos para financiar a ineficiência”.

Agenda Casan
O governador Eduardo Moreira terá agenda intensa amanhã em Criciúma e Forquilhinha. Os investimentos são justo da Casan. Só em Forquilhinha são 34 quilômetros de rede coletora de esgoto com investimento superior a R$ 25 milhões. Em Criciúma os investimentos garantem a construção da Estação de Tratamento de Esgoto da Próspera com medida compensatória de duas vias pavimentadas e a terceira etapa da rede de esgoto.

Primeira e segunda
Depois da primeira etapa, que teve ligação da área central de Criciúma com unidade de tratamento d esgoto na região da Santa Luzia, a Casan está finalizando a segunda etapa que atende a região da Próspera. Nesta área o projeto foi executado de forma parcial, pois inicialmente não previa a Estação de Tratamento de Esgoto, o que só será possível agora.

Terceira etapa
A terceira etapa da obra de saneamento básico da Casan em Criciúma, a ser autorizado pelo governador Eduardo Moreira amanhã, contempla a região dos bairros São Luiz e Michel. São mais de 40 quilômetros de rede.

Pesquisa
Pesquisa contratada pelo governo de Nova Veneza para ouvir visitantes durante a Festa da gastronomia recolheu dados muito bons. O índice de aprovação do evento chegou a 82 por cento, que 92 por cento dos entrevistados relacionou a limpeza e a segurança na cidade. Nove de cada dez entrevistados se mostraram animados e prometem voltar à festa no ano que vem.

Liderança
O presidente da FIESC, Glauco Côrte está na reta final do seu mandato (termina em agosto), mas segue com muito prestígio. Nem parece reta final de mandato. Ele tornou-se referência na liderança empresarial no seu mandato e deixa história. Prova disso foi o prestígio por ocasião do livro “A Indústria em Perspectiva”, uma coletânea de cerca de 140 artigos que publicou na imprensa de 2011 a 2018.

“O Sul não morreu”
Eduardo Moreira “jogou a toalha” abrindo mão em favor de Mauro Mariani internamente no partido, mas os prefeitos do MDB no Sul não. Ontem em Içara aconteceu uma reunião em que participaram os prefeitos peemedebistas de Içara, Siderópolis, Jacinto Machd, Orleans, Balneário Rincão e Turvo. Eles reascenderam a mobilização que já havia sido ensaiada anteriormente. Insistem que a decisão de Moreira deixa a região prejudicada. Um dos discursos mais contundentes foi do prefeito de Siderópolis, Helio Cesa Alemão. Ele lembrou que o sul levará muitos anos para construir uma nova liderança com a capacidade de Moreira. Por isso entende que a região precisa reagir em favor da reversão do quadro que ficou a partir da reunião do partido na última segunda-feira.

ANIMAÇÃO O ex-prefeito de Criciúma, Márcio Búrigo (PP), negou ontem que a mobilização pela candidatura de Esperidião Amin a governador tenha se fortalecido depois que Eduardo Moreira desistiu. Lembra que a reunião progressista marcada para o próximo sábado já estava prevista a bastante tempo e que Amin tem bons números de pesquisa.

ESPECULAÇÃO Especula-se que o governador Eduardo Moreira poderia não “tirar o pé do acelerador” para consolidar seu governo e contrariando o anúncio feito segunda-feira, apresentar-se como alternativa caso a pré-candidatura do deputado federal Mauro Mariani não decole. Oficialmente esta versão é rechaçada com veemência.

APELO O único discurso pós fala de Eduardo Moreira, segunda-feira na reunião do MDB, pedindo para que o governador revise a sua posição e se mantenha candidato foi do deputado estadual Luiz Fernando Cardoso Vampiro, justo o mais próximo de Moreira. Isso foi visto por alguns como parte de uma estratégia do “fica Eduardo”.

HOMENAGEM Na terça-feira a Câmara de Vereadores de Criciúma fez homenagem ao pastor João Ceno Ohlweiler, da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, líder da igreja em Santa Catarina. O ato foi prestigiado, entre outros, pelo deputado estadual Kennedy Nunes, cujo trabalho tem forte penetração na igreja.

FRASE DO DIA
“O gesto que o Eduardo (Moreira) praticou, me torna ainda mais devedor com a sua região (Sul). Os compromissos do Eduardo são agora meus compromissos.”
Deputado federal Mauro Mariani, ao responder sobre a geografia da sua proposta de governo, rebatendo a teoria de que o Sul perde força num virtual governo dele que é do norte do Estado.

Coluna de Quarta-feira

access_time20/06/2018 00:34 personJoão Paulo Messer

Ou o PSDB troteia...
Definido o candidato do MDB, quem entra na obrigação de se mexer agora é o PSDB. Ou os tucanos avançam definindo-se como a “terceira via”, entre MDB e a corrente de Gelson Merísio, ou acabam enquadrados por uma destas duas alianças. E definir-se como terceira via significa compor chapa, por exemplo, definindo quem será o candidato a vice-governador. Com o melhor de todos os cenários a seu favor, o PSDB ficou refém de uma denúncia de delação premiada contra o seu candidato a governador. Se não oferecer segurança para atrair aliados pode passar de protagonista a coadjuvante. É tudo o que deseja Gelson Merísio, que já estaria de olho em duas situações. Uma é abdicar do discurso de palanque livre no primeiro turno para os presidenciáveis, oferecendo este espaço para Geraldo Alkmin recebendo em troca o PSDB que indicaria um nome ao Senado. A outra é atrair e Ângela Amin de vice, o que neutralizaria o PP dos Amin, pois o PP “dos outros” ele já tem.

Sintomático
Na cúpula dos partidos - nem mesmo o próprio PP - ninguém quer Esperidião Amin candidato a governador, mas ele segue navegando com ventos a seu favor. Assim como em 2014, Amin estaria apenas aguardando o momento certo para intervir no jogo, enquanto o PSD conduz os progressistas.

Por Amin
A desistência de Eduardo Moreira parece ter provocado efeito imediato no grupo liderado por Marcio Búrigo e Itamar da Silva que articulam para sábado um evento pró-Amin em Criciúma. Vários líderes do partido receberam ligações de convite ontem.

No Sul
O governador Eduardo Moreira parece disposto a manter o ritmo de agenda mesmo após a desistência da candidatura. A Casa Militar confirmou ontem que ele terá agenda em Criciúma na próxima sexta-feira. Virá para entregar ordens de serviço de medidas que asseguram a construção da Estação de Esgoto da Próspera e da rede de esgoto do bairro São Luiz.

E hoje
Até ontem a Câmara de Vereadores de Criciúma tinha a confirmação de que Eduardo Moreira viria para a sessão solene de hoje à noite na Unesc. Isso pode não ocorrer porque a agenda do governador é em Brasília durante o dia. O mais provável é que ele prestigie a Unesc na sessão solene do Conselho Superior, sexta-feira à noite.

Na Unesc
A Câmara de Vereadores de Criciúma realiza hoje à noite sessão solene de homenagem pela passagem dos 50 anos da Fucri mantenedora da Unesc. A proposição foi dos vereadores Tita Beloli, Paulo Ferrarezi e Júlio Kaminski. A sessão será presidida pelo vereador Júlio Colombo e começa às 19h, no auditório Ruy Hülse.

No ar
Durante toda a semana a rádio Eldorado vem fazendo programas especiais com estúdio montado no campus da Unesc, como forma de homenagear a instituição que está sua semana de aniversário dos 50 anos.

Candidato
A Rede Sustentabilidade lança a sua pré-candidatura à majoritária amanhã. O candidato a governador é o professor de direito ambiental da UFSC, Rogério Portanova. Sua vice será a ambientalista Miriam Prochnow. O consultor em relações internacionais Diego Mezzogiorno é o candidato ao Senado Federal. O ato acontece na capital.

Clésio na decisão de Moreira
Volto à tese de que teve peso sim o “não” de Clésio Salvaro ao apelo para que ele abrisse discurso pró Eduardo Moreira, dentro do PSDB e no ambiente político do Sul, como lhe fora solicitado quinta-feira da semana passada. Natural que esta razão não foi a única, mas teve enorme peso na decisão anunciada pelo governador ao seu partido segunda-feira. Se tivesse arrancado “de casa” com o apoio de um tucano, Moreira estaria cacifado a manter-se no jogo. Como não foi assim, correndo o risco não só de não ter o PSDB com ele, mas o prefeito da sua cidade fazendo campanha para outro era um cenário que significava risco e risco era tudo que Moreira não queria. Por tudo isso a saída dele da disputa terá desdobramentos na política de Criciúma.

RECUO A sucessão de decisões de Eduardo Moreira podem lhe custar um rótulo equivocado. Ontem era lembrado que em 2010 ele ganhou prévia no partido, mas aceitou ser vice de Raimundo Colombo. Ora, se algum emedebista considerar isso “débito”, não é da conta de Moreira, mas de Luiz Henrique da Silveira.

NA BOA Aos 69 anos, governador aposentado, lembrando que foi chamado de volta à entrar no jogo político depois de perder a eleição de prefeito para Décio Góes (PT) em 2000, Eduardo Moreira não precisava mais correr riscos e 2018.

SÓ NA BOA Aqui na coluna eu já havia insistido que Eduardo Moreira só iria para a disputa “na boa”. Se houvesse risco, estaria fora. E o risco maior seria o de encerrar a carreira perdendo para Esperidião Amin.

MISSÃO O que dificilmente Eduardo Moreira conseguirá reverter é a percepção de que o seu governo acabou. É da regra do jogo que um governo acaba quando não tem mais perspectiva de eleição. Ou isso, ou ele mergulha na eleição de Mauro Mariani.

BRANQUEOU Ontem escrevi na coluna que Mauro Mariani “ficou branco” quando Eduardo Moreira abriu mão da disputa. A fonte emedebista corrige: foi Dário Berger, não Mariani, que foi pego de surpresa.

PODE SER Tem-se entre alguns emedebistas que Dário Berger apressou o julgamento de um processo no qual ele perdeu os direitos políticos, revertendo a decisão em Brasília, o que poderia lhe colocar no páreo se perdurasse a disputa interna no MDB. Sempre há espaço para um tercius.

BANCÁRIOS O Sindicato dos Bancários da região recebeu homenagem pelos 50 anos que transcorrem neste ano. Foi na Câmara de Vereadores de Forquilhinha, por proposição do vereador e líder sindical Célio Elias (PT).

REALIDADE Em Criciúma, onde está a sede do Sindicato dos Bancários que comemora 50 anos, não teve sequer citação. Também pudera, a classe sindical não em representante na bancada, nem o PT identificado com os movimentos sindicais tem vereador. Não bastasse isso, os tempos não são lá favoráveis às lembranças e homenagens aos sindicatos laborais.

FRASE DO DIA
“Não importa quem seja o candidato a governador, se Eduardo Moreira, Mauro Mariani ou Dário Berger ou outro de qualquer partido. O certo é que eu estarei com quem meu partido (PSDB) estiver.”
Clésio Salvaro, quando rejeitou a possibilidade de dar uma declaração de que estaria com Eduardo Moreira por ele ser do sul, independentemente da decisão do seu partido.

Coluna de Segunda-feira

access_time18/06/2018 23:55 personJoão Paulo Messer

Eduardo surpreende a todos
Uma verdadeira “bomba”, assim pode se definir o que o governador Eduardo Moreira largou ontem ao anunciar que estava retirando sua candidatura à reeleição. Pode ter surpreendido a própria esposa Nicole, que era uma entusiasta da candidatura, pois entre o caminho de casa e a reunião da cúpula do MDB houve uma conversa de quase uma hora entre ele e o deputado Mauro Marini, num hotel de vista privilegiada próximo ao Centrosul. Diz uma fonte que estava na reunião, que Mariani “ficou branco” quando Moreira anunciou sua decisão. Antes de tentar entender o que vai acontecer daqui por diante, a curiosidade da maioria é saber o que levou Moreira à desistência. O mais provável é que ele deu um drible num grupo do MDB que se preparava para dribla-lo na convenção. Moreira tinha o cálculo dos votos no diretório. Deve se anotar que entre o discurso de que a sua desistência tem a ver com a necessidade de unir o MDB e as eleições, existe um longo caminho a percorrer.

No pincel
Mauro Mariani pode ficar no pincel se a tal harmonia emedebista não se concretizar. Eduardo Moreira já deu o aviso de que sai da disputa porque está muito difícil de administrar o Estado, sinalização de que o candidato não poderá contar com a máquina pública a seu favor.

Segundo turno
Numa eleição com três grandes candidaturas (PSDB, PSD com PP e MDB) dificilmente o MDB ficará em terceiro, mas há quem não desconsidera esta possibilidade. Neste caso o PSDB será mais aliado que ninguém de Moreira em um eventual segundo turno de um candidato tucano contra os maiores adversários de Moreira: Gelson Merísio e Esperidião Amin. O PSDB teria pelo menos a simpatia do governador que poderia ajudar a escolher para quem entregar o cargo em dezembro.

Reflexo
Os dois políticos possivelmente mais felizes com a decisão de Eduardo Moreira sejam Esperidião Amin e Gelson Merísio. O mais afetado, aparentemente, é Napoleão Bernardes, que era o preferido de Moreira para ser vice. O próprio Paulo Bauer sofre prejuízo, pois ambos têm base eleitoral no norte.

E agora...
Primeiro foi o PSD que confirmou o seu candidato, ontem foi o MDB e agora se espera um movimento mais contundente do PSDB. O partido tucano segue sob a desconfiança dos efeitos que a investigação da Hypermarcas pode provocar sobre o candidato Paulo Bauer.

Por fora
A desistência de Eduardo Moreira deixa o Sul órfão de candidato na majoritária. Existe um nome até então pouco exposto, mas muito disposto. Trata-se do deputado João Paulo Kleinubng (DEM), que tem fortes raízes na região. Sua esposa é de Criciúma. Aparentemente passa a ser o chamamos de candidato do sul. Afora ele, pode haver alguma surpresa com o deputado Jorge Boeira (PP). Afora isso...

Influência
Aquela incursão de dois emissários de Eduardo Moreira apelando ao prefeito Clesio Salvaro para abraçar uma campanha em favor da candidatura do governador à reeleição, interferindo no PSDB para apoiá-lo, pode ter tido forte influência na decisão de Moreira. É o que alegaram ontem aliados do governador. Se é ou não real só Moreira pode responder, mas o que evidente é que as relações de MDB e o governo Salvaro devem azedar.

Aniversário
Começou ontem a comemoração mais intensa do cinquentenário da Fucri, unidade geradora e mantenedora da Unesc. Todos os dias há atividades alusivas. Destaque para a sessão solene da Câmara de Vereadores amanhã à noite e sessão solene do Conselho Superior da Unesc, sexta-feira às 19h, ambas no auditório Rui Hülse.

Coluna de Segunda-feira

access_time18/06/2018 04:50 personJoão Paulo Messer

Evidência do Hospital SC
As circunstâncias e evidências indicam que a sonhada estadualização do Hospital Materno Infantil Santa Catarina, que chegou a ser dada como certa pelo Secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, não acontecerá. E não é por falta de vontade política do secretário, mas pela circunstância econômica do Estado. Isso ficou evidente no fim de semana, depois que o governador Eduardo Moreira não aceitou a sugestão do prefeito Clésio Salvaro para ambos conversarem a respeito antes de agenda na abertura da Festa da Gastronomia em Nova Veneza. Se tivesse alguma chance da estadualização ocorrer o governador teria aceito o convite do prefeito, pois poderia cobrar em troca o apoio do tucano em favor da sua candidatura à reeleição.

Apelo
Quinta-feira os emissários de Eduardo Moreira, os amigos Flávio Spillere e Olvacir Fontana, foram ao gabinete do prefeito Clésio Salvaro convencê-lo a abrir apoio à aliança do PSDB com o MDB. Saíram ouvindo reclamações do prefeito, de que Eduardo não vinha lhe atendendo.

Logo após
Menos de uma hora após a conversa de emissários com o prefeito, o governador Eduardo Moreira telefonou para Clésio Salvaro. Ouviu do prefeito o apelo para estadualização do HMISC. Ficaram de conversar sexta-feira, mas nada aconteceu. Apenas se “cruzaram” no palanque da festa de Nova Veneza.

Lados opostos
Depois da tentativa de Eduardo Moreira em aproximar-se do prefeito tucano da sua cidade, as coisas tendem a se tornarem mais tensas na relação da prefeitura com o MDB em Criciúma. No MDB porque a bancada local é a única com capacidade para fazer oposição. O inverso porque o Estado deve convênios e compromissos com o município desde 2015. É só o MDB reclamar do governo que o prefeito deve devolver cobrando atrasos do governador.

No palco
Nova Veneza mostrou prestígio politico ao trazer quatro pré-candidatos a governador do Estado para o ato de abertura da Festa da gastronomia, sexta-feira à noite. Vieram além do governador Eduardo Moreira (MDB), o senador Paulo Bauer (PSDB) e os deputados federais João Paulo Kleinubing (DEM) e Esperidião Amin (PP). Mas o político mais lembrado foi Luiz Henrique da Silveira, já falecido.

Dia do MDB
Será surpresa e o MDB chegar a um entendimento hoje a cerca do nome do partido candidato a governador. Assim como Eduardo Moreira, Mauro Mariani não deve abrir mão da indicação. Isso sugere pelo menos mais uma semana até a confirmação de uma pré-convenção que nas agendas de alguns tem guardada a data de 1º de julho.

Semana da Unesc
Nesta semana toda a Unesc viverá dias intensos na semana de comemoração dos seus 50 anos. Quarta-feira à noite a Câmara de Vereadores fará sessão solene em alusão ao aniversário. A solenidade oficial de aniversário acontece sexta-feira à noite.

Dia da UPA
A prefeitura fará uma espécie de visita guiada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Próspera, cujos serviços devem começar no dia 1º de julho. Hoje às 15h a visita será da imprensa. A construção desta unidade saiu em 23 de dezembro de 2009, primeiro ano do primeiro mandato de Clésio Salvaro e só agora, quase nove anos depois está se tornando realidade.

Boas mãos
A empresa que vai administrar a UPA da Próspera em Criciúma nasceu da habilidade de gestão que demonstraram seus sócios fundadores, com o advogado e administrador Ricardo Ghelere. Quando esteve à frente da gestão da UPA de Araranguá aprovação chegou a ser de 97 por cento dos usuários. Hoje a reunião destes gestores transformou-se na Associação Maria Schmitz, com origem em Araranguá e que administra o hospital de Timbé do Sul, cujo desempenho é o melhor do extremo sul.

Coluna do Fim de Semana

access_time15/06/2018 22:22 personJoão Paulo Messer

Bauer cobra “fatura”
O senador Paulo Bauer (PSDB) deixou o tom mais ponderado do seu discurso recente e passou a cobrar do MDB e do PSD o “gesto”, que ele considera ser crédito que o seu partido tem em relação a estas duas siglas. Refere-se ao fato de que MDB e PSD estão falando em oferecer a vaga de vice para os tucanos, quando estes partidos é que deveriam o vice ao PSDB. Justifica sua posição ao lembrar que o partido tucano foi aliado do MDB quando Luiz Henrique da Silveira foi eleito duas vezes governador e do PSD outras duas. Ele cita Esperidião Amin (PP), que declarou abrir mão da cabeça de chapa oferecendo-se para ser vice dele. Bauer está no Sul do Estado desde quinta-feira em agenda de pré-candidato a governador.

No palanque
Nesta sexta-feira à noite em Nova Veneza a abertura da Festa da Gastronomia teve a presença de nada menos que cinco possíveis candidatos a governador: Eduardo Moreira (MDB), Paulo Bauer (PSDB), Gelson Merísio (PSD), Esperidião Amin e João Paulo Kleinubing (DEM).

Na conversa
O governador Eduardo Moreira e o prefeito Clésio Salvaro estavam há muito sem se conversar. O prefeito reclamou que o governador não vinha lhe atendendo. Moreira quer o empenho de Salvaro para consolidar a aliança MDB e PSDB, enquanto o prefeito quer que o governado estadualize o Hospital Materno Infantil Santa Catarina.

É segunda
O novo “Dia D” da política catarinense é a próxima segunda-feira. É quando o MDB deve decidir sobre o encaminhamento ou definição do seu candidato a governador. Pelo que se observava nesta sexta-feira, nem um dos dois, Eduardo Moreira e Mauro Mariani, faziam qualquer menção em recuar. Se for assim o MDB deve marcar para o dia 1º de julho a prévia para definir o candidato. Lembremo-nos de que a prévia não é uma posição definitiva.

Lauro candidato
O PT que estava com dificuldades para encontrar um nome para disputar vaga à Assembleia Legislativa resolveu a situação nesta sexta-feira. Depois dos líderes sindicais Bárbara Teixeira e Carlos De Cordes desistirem, houve tentativa de convencer Décio Góes, que declinou. O médico Lauro Nogueira, vereador em Içara aceitou o desafio e será candidato a deputado estadual.

Forquilhinha
Só nesta sexta-feira dois líderes políticos de Forquilhinha fizeram o lançamento de suas pré-candidaturas a deputado estadual. O ex-prefeito Lei Alexandre (PP) e o vereador Célio Elias (PT) disputam a vaga pela primeira vez. O município terá pela primeira vez três candidatos, pois o atual deputado Rodrigo Minotto (PDT) vai buscar a reeleição.

Aposentadoria
Diferente da maioria dos brasileiros um juiz de direito, quando sofre acusações, mesmo graves, é aposentado compulsoriamente. Foi o que aconteceu nesta semana com o desembargador Eduardo Gallo Júnior, que sofreu acusação de maus tratos à sua ex-mulher, concessão de uma liminar a um amigo e irregularidades em pelo menos outros dois casos despachados por ele.

Denunciado
O juiz aposentado por decisão da maioria da corte da qual ele fez parte é o mesmo acusado em setembro do ano passado de ter sido “comprado”. A acusação foi do advogado Felisberto Odilon Córdoba, em pleno julgamento.

BASTIDORES
João Rodrigues segue preso
Não ocorreu como era dado certo nos bastidores a decisão do Suprem Tribunal Federal sobre a liminar que asseguraria a liberdade ao deputado federal João Rodrigues (PSD). Com apenas quatro votos a favor e sete contra ele seguirá preso durante o dia – e nos fins de semana – e comparecendo a Câmara dos Deputados durante o dia, cumprindo pena fixada pelo Tribunal Regional Federal por improbidade administrativa. Teorias políticas sugerem que sua liberdade teria capacidade de influenciar na candidatura do PSD, pois ele tem apoio da maioria dos prefeitos. Semana que vem ele deve ser visitado pelo deputado estadual Gelson Merísio e o prefeito de Chapecó, Luciano Bulligon.


EMISSÁRIOS Foram os empresários Flávio Spillere Júnior e Olvacir Fontana que procuraram o prefeito Clésio Salvaro, quinta-feira na prefeitura de Criciúma, para apelar a ele que abrace a proposta de apoio à candidatura de Eduardo Moreira a governador.

NO CAFÉ O deputado federal Esperidião Amin (PP) fez questão de chegar mais cedo ao Sul do Estado nesta sexta-feira para ir ao cafezinho do Shopping Della Giustina. Ele sabe da tradição da cidade que reúne influenciadores no local.

EM CASA Um dos mais assíduos frequentadores do “cafezinho” do Shopping Della Giustina é o presidente municipal do Partido Progressista em Criciúma, Itamar a Silva.

RIVALIDADE Esperidião Amin ouviu durante o cafezinho que se ele e Eduardo Moreira disputarem a eleição haverá gente que já saiu da política há tempos, mas que vai voltar para trabalhar por ele. Trata-se da rejeição a Moreira.

SAÚDE Depois de mais de uma década e meia a Unidade de Pronto Atendimento da Próspera em Criciúma finalmente vai funcionar. Bem menor do que projetado inicialmente, a unidade deve trazer incremento ao atendimento de saúde na cidade. Segunda-feira a imprensa vai conhecer a unidade que funciona a partir do mês que vem.

APROVAÇÃO O grupo de administradores que vai assumir a UPA da Próspera em Criciúma é a mesma que implementou a UPA de Araranguá e que conseguiu incríveis 74 por cento aprovação da população ao funcionamento daquela unidade.

MENTIRA Nova Veneza foi alvo de “fake news”, nesta semana, quando circularam informações de majoração dos preços nos restaurantes. A mentira dizia que os preços teriam sido majorados porque a cidade tornou-se capital nacional da gastronomia. A maioria segue com os preços antigos.

EXPORTAÇÃO Nesta semana o Porto de Imbituba fez a segunda exportação de bois vivos para a Turquia em 2018. Terça-feira foram embarcados no navio com estrutura especial para o transporte de gado 4.4000 cabeças. A Turquia é hoje a maior importadora de bois em pé do Brasil. Ao todo, aproximadamente 15 mil cabeças de gado devem ser exportadas pelo Porto de Imbituba este ano.


FRASE DO DIA
“Por vezes é preciso dar alguns passos atrás para poder ganhar fôlego e ultrapassar o obstáculo. O mar quando recua volta trazendo muitos consigo. O momento conjuntural não permite um enfrentamento maior por conta de tudo o que estamos vivendo na conjuntura nacional. Por isso os servidores decidiram acatar a proposta salarial mesmo sem ganho real.”
Jucélia Vargas, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Criciúma explicando porque a categoria aceitou a proposta d administração municipal, mesmo longe do que pretendiam inicialmente.

Coluna de Quinta-feira

access_time14/06/2018 00:34 personJoão Paulo Messer

Com medo de encolher PP reage
O PP de Criciúma reage à possibilidade de sofrer enfraquecimento da sigla caso Eduardo Moreira (MDB) seja o candidato a governador. Se isso acontecer o discurso emedebista apelaria ao bairrismo do sul, e implicaria na evasão de votos ideológicos dos progressistas. A alternativa é criar um fato que preserve a identidade do partido. Eduardo candidato pode reascender a chama progressista se ela for provocada. A opção encontrada é lançar mobilização por Esperidião Amin candidato a governador. Assim, com medo de encolher ainda mais, o PP apela à sua reserva eleitoral que é o ex-governador. Se Amin for candidato numa disputa com Eduardo, independente do resultado, partidariamente o partido sai ganhando.

Progressistas
Oficialmente nasceu de um encontro do PP de Criciúma, segunda-feira à noite, a ideia de promover um evento regional pró Amin governador. Será no dia 23, sábado, às 10h30min, no Centro de Eventos Oásis. Os lideres deste movimento são Itamar da Silva e Márcio Búrigo. O combustível seriam pesquisas internas. O ato tem aval de Esperidião Amin.

Movimento Amin
A curiosidade sobre os movimentos do PP é se outras regiões irão acionar os progressistas com o mesmo argumento do Sul. Se isso acontecer pode ser resultado de uma articulação dos “aminzistas” na tentativa de reverter a perda de espaço que o deputado teve como pré-candidato a governador depois que os lideres da sigla, em massa, foram à Chapecó apoiar Gelson Merísio candidato a governador.

Prefeitos
Nos últimos três dias a entidade que congrega os 295 prefeitos catarinenses (Fecam) realizou um congresso na capital do Estado. Diferente de outros anos quando este evento acontecia isolado em Joinville, agora ganhou projeção estadual. A pauta rica em ano de eleições majoritárias ganhou muito com a presença de sete presidenciáveis, embora nenhum tenha dito nada de revolucionário. O velho e surrado discurso do pacto federativo preponderou.

Presidenciáveis
Jair Bolsonaro não compareceu ao Congresso dos prefeitos em Florianópolis alegando conflito de agenda, embora me parece apenas mais um caso em que ele evita este tipo de contato, como deve evitar os debates. Entre os que compareceram a fala que destoou a ponto de chamar atenção foi a do candidato João Amoedo (NOVO). Ele lembrou a necessidade de uma reforma fiscal e a unificação de alguns impostos. Dos demais se ouvi o que já se sabe.

Preocupação
Notado entre a assessoria de alguns presidenciáveis que é visto como um risco a possibilidade da eleição presidencial bipolarizar entre os candidatos extremistas, leia-se Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSL). A preocupação mira o segundo. Geraldo Alckmin chegou a dizer: “O Brasil precisa de gestão e as coisas não se vão se resolver na bala”.

Agenda
Entre os presidenciáveis que visitaram Florianópolis ontem as agendas mais intensas ficaram com Ciro Gomes (PSD) e Geraldo Alkmin (PSDB), este último que já estava em Santa Catarina desde a véspera. Chamou atenção que o candidato do MDB, Henrique Meireller, não teve nenhuma atividade de maior repercussão na capital do Estado comandado por um emedebista. Para quem acompanha a política, fácil de entender.

Gastronomia
Ontem, véspera da abertura da Festa da Gastronomia, o presidente da república Michel Temmer sancionou o a lei apresentada pela deputada federal Giovania de Sá que concede à Nova Veneza o titulo de capital nacional da gastronomia típica italiana.

Coluna de Quarta-feira

access_time13/06/2018 00:34 personJoão Paulo Messer

= = = = = = Coluna Principal = = = = =
Ângela pode ser vice de Merísio
Superada a etapa de lançamento da pré-candidatura a governador Gelson Merísio já começa a preparar a etapa seguinte, que é o da composição da chapa. O evento de sábado em Chapecó consolidou a candidatura afastando rumores de que a coligação poderia ter surpresas como a substituição do candidato pelo deputado federal Esperidião Amin. O evento de sábado foi considerado muito forte. Uma das percepções é de que está afastada a possibilidade de recuo de Merísio. Sem que a aliança possa desconsiderar a força da família Amin, a alternativa de acomodação pode ser a indicação de Ângela Amin à vaga de vice.

Disputa no MDB
O MDB que se reuniu na última segunda-feira deu prazo de uma semana – até a próxima segunda-feira – para que Eduardo Moreira e Mauro Marani busquem o entendimento. Se isso não acontecer o partido fará prévia no dia 1º de julho.

Imbatível
Os raciocínios ouvidos dos peemedebistas é que não tem como Eduardo Moreira perder a convenção do MDB. Não bastasse a larga experiência, o fato de estar no governo (caneta na mão) são garantias de que ganha a disputa. Os cálculos no sul são de uma margem de 70 por cento.

Recuo
Se mantiver sua pré-candidatura a governador e disposição de disputar a indicação do partido na pré-convenção, o deputado federal Mauro Mariani pode entrar no jogo de risco, pois a vaga do partido ao Senado é pleiteada pelo ex-candidato a governador Paulo Afonso Vieira. Há que entende que Mariani está entre a vaga de candidato ao governo ou para deputado estadual.

Sonho peemedebista
Os rascunhos mais otimistas entre os peemedebistas do Sul sugerem Eduardo Moreira para governador, Napoleão Bernardes (PSDB) de vice e a dobradinha Paulo Afonso Vieira (MDB) e Paulo Bauer (PSDB) para o Senado.

Presidenciáveis
O ex-governador de São Paulo, tucano Geraldo Alckmin, será o primeiro dos sete presidenciáveis a falar aos prefeitos no Congresso da Federação Catarinense dos Municípios, hoje na capital. Pela ordem falam João Amoedo (NOVO), Ciro Gomes (PDT), Ado Rebelo (Solidariedade), Henrique Meirelles (MDB), Flávio Rcha (PRB) e João Goulart Filho (PPL). Jair Bolsonaro (PSL) descartou o convite desde o início e Álvaro Dias (Podemos) cancelou ontem em virtude de pauta no Senado.

Estado de luto
Será sepultado hoje em Itajaí o ex-governador de Santa Catarina, Antônio Carlos Konder Reis, que faleceu ontem as 94 anos. Vinha sendo hospitalizado seguidamente no hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. Ultimamente ele se alimentava por sonda e não estava mais se movimentando ou falando. Ele ficou internado até domingo, quando recebeu alta do hospital. Ontem o quadro piorou e ele voltou ao hospital Marieta, onde faleceu. (Foto do arquivo google).

Registro histórico
Nos registros da linha do tempo do jornalista Antônio Colossi (Rádio Eldorado) a lembrança de que o clã Konder esteve diretamente presente na criação da União Democrática Nacional, a UDN. Em 1962, Antônio Carlos Konder Reis foi eleito senador da república com 37 anos de idade, o mais jovem da história até então.

Na Assembleia
Em 1975, já governador, ele indicou o minerador Sebastião Neto Campos (da Arena), empresário do ramo do carvão em Criciúma, para presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, e numa jogada de alguns arenistas dissidentes, que votaram no MDB, Neto Campos perdeu aquela eleição da presidência do parlamento catarinense para o MDB. Isso deu enorme uma confusão na Arena, naquela época..

Refazendo a indignação
Passados dois anos de um dos processos mais dolorosos à categoria dos mineiros, hoje sem representação ativa, promete reaquecer a indignação com o fechamento da Carbonífera Criciúma. Todos os trabalhadores seguem esquecidos pela Justiça do Trabalho. Mais um aniversário dos últimos pagamentos deve servir de motivo para a realização de novas concentrações e protestos. Isso deve ocorrer logo após a Copa do Mundo. Nos últimos dias alguns destes mineiros tem se dedicado a buscar o apoio da imprensa para fazer ecoar o apelo coletivo.

ÍDOLO Os prefeitos de Treviso e Siderópolis, Jaimir Comin e Heio Cesa Alemão, respectivamente, tiveram a oportunidade de conversar demoradamente com o ex-jogador do Flamengo e seleção brasileira Zico. Foi terça-feira à noite durante palestra que o ídolo ministrou a prefeitos de todo Estado.

CATARINENES As principais atrações de ontem no Congresso de Prefeitos que está acontecendo no Centrosul em Florianópolis, desde segunda-feira, foram o governador Eduardo Pinho Moreira e o Ministro do Turismo, o catarinense Vinicius Lummertz.

SENADO São cada vez mais frequentes os rumores de que o ex-governador Raimundo Colombo se mostra incomodado de como as coisas foram conduzidas no PSD. Isso se entende com a interpretação de que a sua eleição para o Senado está cada vez mais difícil.

CAMPANHA O governador Eduardo Moreira encarou mesmo o espírito de “garoto propaganda” da campanha Compre de Santa Catarina, lançada semana passada. Ontem no congresso dos prefeitos foi a tônica da sua fala. Entre os prefeitos a ideia é muito bem aceita.

DEMOCRATA Pré-candidata a deputada estadual pelo Democratas, a ex-gerente de saúde da regional de Criciúma, Lisiane Tuon participou em Brasília de encontro das mulheres candidatas pelo partido. Óbvio, a necessária pausa para a foto ao lado do líder ACM Neto.

FRASE DO DIA
“Na prisão a gente vê a vida passar da dignidade à indignidade. A convivência com aquela massa carcerária, onde tem bons e maus elementos, me levaram a pensaram muito sobre a vida e valorizar pequenas coisas. Descrever o que senti é impossível. Só sei dizer que é algum quase insuportável .”
João Rodrigues, deputado federal preso, durante entrevista à rádio Eldorado ontem.

Coluna de Terça-feira

access_time12/06/2018 00:03 personJoão Paulo Messer

Eleição de três grandes
Os novos ajustes do jogo eleitoral 2018 começam a mostrar que o PMDB finalmente decidiu encarar que precisa decidir quem é o seu candidato para só então viabilizar conversas com futuros aliados. Se o PSD já decidiu que seu candidato é Gelson Merísio, e não deixou mais espaço para o PP criar uma candidatura, agora é a vez do PSDB e o DEM decidirem. A tendência é que farão isso junto. Lê-se por esta interpretação que serão mesmo três consideradas grandes candidaturas, mais a do PT e a dos chamados “nanicos”. Isso garante eleição de segundo turno em Santa Catarina.

Com o PSD não
O PSDB não estará com o PSD por traumas recentes. Quando ganharam a eleição na tríplice aliança, os tucanos consideram que foram sendo espremidos para fora aos poucos. Isso sem contar a aproximação de Raimundo Colombo com Dilma Roussef. Por fim, recentemente Colombo convidou tucanos para entrar no governo e a promessa era de caneta cheia, o que não aconteceu. Por isso tucanos não estarão com o PSD.

Nem com Amin
Existe uma corrente tucana que alimenta a tese da recomposição ao menos parcial de siglas da mesma origem “genética”. Esta é outra possibilidade impraticável. Difícil acreditar que o PSDB aceite indicar o vice de Esperidião Amin, se o ex-governador não consegue nem aglutinar o seu partido para ser candidato a governador.

Sangria
O desgaste do MDB pode ser comparado ao do progressista Esperidião Amin. Apesar de figurarem bem nas pesquisas iniciais, o teto é baixo e a rejeição é grande. O MDB pelos 16 anos de governo, o PP pelo desgaste acumulado antes por Amin, cujo nome se confunde à sigla.

Vale muito
Apesar de aparentemente valer pouco, pela construção recente na política catarinense, há um verdadeiro coringa solto no jogo. Falo do DEM. O partido sem grande expressão na política catarinense atual tem um respeitável fundo partidário, grande espaço de rádio e televisão e recentemente reforçou o elenco com uma espécie de “camisa 10”, o deputado Joâo Paulo Kleinubing.

Só reunião
Não houve novidade na reunião da cúpula do PMDB, ontem. Decidiu-se que por mais uma semana Eduardo Moreira e Mauro Mariani vão continuar buscando o entendimento. Se não tiver acordo até segunda-feira o partido fará prévias. É o que parece mais provável.

No PMDB
O governador Eduardo Moreira tem sinalizado às bases que será candidato e que tem consciência de que necessitará disputar a indicação no voto. Ele sugere que os líderes devem ir se preocupando com os convencionais. No PMDB esta será a primeira convenção sem o dedo de Luiz Henrique da Silveira. O raciocínio lógico é que Moreira não perde esta disputa. A dúvida é, se ao insistir na prévia e perder, Mauro Mariani não perde uma segunda opção que seria a vaga para o Senado.

Alemão indignado
O prefeito Helio Cesa Alemao, de Siderópolis, presidente da Associação dos Municípios da Região Carbonífera reclamou em discurso na abertura do Encontro Estadual dos Prefeitos, ontem. O grito foi porque a Caixa Econômico passou a cobrar comissão de até 10 por cento sobre o repasse de emendas parlamentares. Assim, um deputado repassa R$ 1 milhão à prefeitura e a Caixa cobra R$ 80 mil ou R$ 100 mil pela operação.

Da Papuda ao Congresso
Quinze quilos mais magro, o deputado federal catarinense João Rodrigues (PSD) saiu no primeiro minuto que foi autorizada a passar o dia fora da cadeia, ontem. Dirigiu-se imediatamente ao seu gabinete na Câmara dos Deputados, onde passou o dia até retornar à cadeia no início da noite. Chegou à Câmara dos Deputados cumprimentando um a um dos funcionários que encontrou pelo caminho até o seu gabinete. No final da tarde de ontem concedeu entrevista coletiva reafirmando a tese da inocência que defende desde que foi preso. Pelas primeiras palavras parece disposto a sustentar a candidatura da sua esposa, que agora está no DEM, candidata a deputada federal.

NOVO LÍDER O vice-presidente de Criciúma, Ricardo Fabris, foi escolhido ontem presidente do Diretório Municipal do PSD. A vice-presidência ficou com o suplente de vereador Juarez de Jesus. A indicação é resultado da liderança do pré-candidato a deputado estadual Júlio Garcia.

FORQUILHINHA O vereador Célio Elias (PT), assumiu ontem a presidência da Câmara de Vereadores de Forquilhinha por 15 dias. É a segunda vez que assume a presidência. No início da legislatura Célio era apenas suplente, mas o dono da vaga, Gerry Elias, trocou de partido, indo do PT para o PDT e perdeu a vaga.

HÁ VAGA O PT da região carbonífera segue sem candidato a deputado estadual. As lideranças centram forças para convencer Décio Góes a aceitar o desafio. Ele está com as contas do último ano de gestão de prefeito no Balneário Rincão reprovadas, mesmo assim pretendem inscrevê-lo.

SAÍRAM O PT tinha dois líderes sindicais pré-candidatos a deputado estadual, mas ambos desistiram: Bárbara Teixeira, do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e Carlo De Cordes, do Sindicato dos Químicos e Plásticos. Diz-se que a desistência nada tem a ver com a crise que afetou os sindicato com a reforma sindical.

DOMINGO MAIOR Não se sabe o cardápio nem nada sobre a sobremesa, apenas que Esperidião Amin e Paulo Bauer foram recebidos para um jantar domingo à noite na casa de Jorge Bornhausen.

INALCANSÁVEL Pela agenda do prefeito de Orleans, Jorge Koch, ele tem o mesmo pique que tinha o prefeito Clésio Salvaro no seu primeiro mandato, quando terminou com apoio de que 80 por cento de aprovação. Koch aiu um dia do hospital, no outro tinha retomado agenda intensa.

FRASE DO DIA
“Nós do PP não podemos perder esta oportunidade de estar ao lado do Gelson Merísio e estamos atentos a este momento. Esse é o caminho para o nosso partido voltar a ser governo.”
Deputado estadual Sílvio Dreveck, no seu discurso durante o lançamento da pré-candidatura do colega Gelson Merísio, sábado em Chapecó.

Coluna de Segunda-feira

access_time11/06/2018 00:34 personJoão Paulo Messer

Candidatura fica irreversível
O evento de Sábado em Chapecó não só demonstrou força e organização como parece ter tornado irreversível a candidatura de Gelson Merísio ao governo do Estado. O ato pode ser resumido com aqueles adjetivos que se costuma usar para descrever algo impactante. Mesmo o mais cético em relação à candidatura não deixará de observar a força com que ele entra na disputa. Enquanto os demais partidos seguem em dúvida sobre quem será o seu candidato, Merísio apresentou um evento com a campanha pronta e capaz de levar à região extrema do Oeste uma multidão com pelo menos oito mil – lá disseram que foram mais 10 mil – pessoas. Teve gente, como do sul do Estado, que viajou 10 horas para ir, ficou quatro horas no evento e outras 10 horas de volta.

Deputados
Antes de se considerar qualquer resultado de eleição é preciso “combinar com o eleitor”. É verdade, mas há de se considerar que quem faz votos numa campanha eleitoral são os deputados e seus cabos eleitorais. No evento de Merísio estavam 19 dos 40 deputados estaduais. Retirando os parlamentares do PMDB, do PSDB e do PT, que têm candidato a governador, a conta é de 19 de 20 deputados possíveis. Faltou Ricardo Guidi (PSD), do Sul.

Etapa atual
Não são as pesquisas eleitorais que decidem quem será o candidato de cada partido. Fosse assim metade dos eleitos nunca nem teria sido candidato. Esta é a linha de raciocínio do PSD de Gelson Merísio. Fica evidente que a candidatura trabalha de acordo com as etapas e a atual é de conquistas de votos dos convencionais dos partidos aliados. O eleitor vem na próxima fase.

Pesquisa
Hoje se for feita uma pesquisa para governador do Estado deve ter: Décio Lima, Eduardo Moreira, Gelson Merísio e Paulo Bauer pré-candidatos governador.

Progressistas
Pela presença e o discurso dos progressistas no evento de Gelson Merísio, sábado, fica evidente que Esperidião Amin é candidato a governador dele mesmo.

Improvável
Só há um jeito de Esperidião Amin ser candidato a governador. É se o PSDB vier a se atrapalhar com essas denúncias contra Paulo Bauer e resolver apoiar Amin, oque convenhamos é quase inimaginável. Se este improvável cenário ocorrer e mesmo assim a força pró-Merísio ganhar dentro do PP, terá sido uma dupla derrota. Neste caso perderiam Amin e o PSDB. Por isso é prudente que se risque das alternativas esta possibilidade.

Nas redondezas
Bem perto de onde Gelson Merísio fez o lançamento de sua pré-candidatura o senador Paulo Bauer e o deputado estadual Marcos Vieira, presidente estadual do PSDB, aguardavam a hora do voo de volta à Florianópolis. Estavam na região desde quinta-feira, cumprindo agenda em municípios do extremo oeste.

No MDB
O MDB fará reunião da Executiva hoje. Pelas informações colhidas com peemedebistas que estiveram com Eduardo Moreira, no fim de semana, a decisão deve ser definir o mais rápido possível o nome do candidato a governador. A percepção destes mesmos é de que Eduardo só não concorre se não quiser.

Retorno do João
Fato que abre a semana é a autorização que o deputado federal João Rodrigues teve de retornar à exercer sua atividade parlamentar. O deputado federal do PSD passará o dia na Câmara dos Deputados e à noite volta à prisão. Com isso o suplente Edson Bez de Oliveira (MDB), que havia sido convocado para assumir, volta à suplência.

Coluna do Fim de Semana

access_time09/06/2018 00:03 personJoão Paulo Messer

Merísio lança pré-candidatura
Desde que decidiu lançar-se pré-candidato a governador pelo PSD deputado estadual e presidente da sigla, Gelson Merísio, tem feito investimentos pesados em termos de intensidade. É o único de fato com “pé na estrada”. Já percorreu Santa Catarina de ponta a ponta proporcionando uma sabatina regional que não envolveu apenas a imprensa, mas todos os principais segmentos de cada região. Neste sábado ele realiza a ação mais significativa. Vai ser em Chapecó, na sua região, com direito a participação de representantes de todas as demais regiões do Estado e partidos políticos que já estão afinados com a coligação, entre eles o PP, que também tem pré-candidato a governador (Esperidião Amin).

Festa grande
Impressiona a organização do evento do deputado Gelson Merísio pelo seu tamanho. O ato acontece no pavilhão de grandes eventos da cidade de Chapecó. Embora os organizadores não anunciem estimativa de público, anota-se comentários que sugerem pelo menos 15 mil pessoas. Se alcançar isso terá sido o maior evento deste tipo já feito em Santa Catarina.

Divisor de águas
A aposta de Gelson Merísio no pré-lançamento da sua candidatura a governador tem a ver com todos os partidos. Isso porque até então ele não tem alcançado nas pesquisas a intensidade com que atua nos partidos. E se a pré-candidatura não justificar, podem surgir movimentos que sugiram a mudança de rota: leia-se a retirada do seu nome como candidato a governador.

Igual o líder
O prefeito de Orleans, Jorge Koch (PMDB), que recém saiu de um período de internação hospitalar já anda em rotina intensa. Nesta semana realizou encontro para lançar no município campanha idêntica a feita no Estado. Quer provocar os orleanenses a comprar produtos e no comércio de Orleans.

Homenagem à AFASC
A noite da última quarta-feira foi de homenagens aos 45 anos da AFASC, instituição historicamente presidida pelas primeiras-damas e que foi criada em 1973 pela então primeira dama Zulma Manique Barreto, já falecida. Duas ex-presidentes estiveram presentes: Sandra Zanata Guidi e Maria Emília Gyrão. A esposa do ex-prefeito Altair Guidi, foi quem mais tempo presidiu a instituição: nove anos.

Homenageada
A ex-vice-prefeita Maria Dal Farra Naspolini nunca foi presidente da AFASC, mas acabou sendo uma das mais cumprimentadas na solenidade de aniversário da entidade, nesta semana. Ela era a única presente à sessão solene de Homenagem que assinou a ata de criação da entidade em 1973.

Máquina pública
Com voto contrário do deputado estadual Dirceu Dresch (PT), a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprovou o projeto de lei do Tribunal de Justiça, que cria 864 novos cargos, sendo 462 comissionados, ou seja, sem concurso público. A medida representará um custo anual de R$ 38 milhões/ano.

BASTIDORES
Foco na Educação
Numa das mais belas iniciativas dos últimos anos na área de educação a Associação Empresarial de Criciúma criou programa de premiação para reconhecer o profissional da educação e as práticas inovadoras de aprendizagem. Elas serão o foco do Prêmio de Valorização do Profissional de Educação que envolverá 17 mil alunos de 110 escolas, que atuam nos cinco últimos anos do Ensino Fundamental das cidades de Criciúma, Siderópolis, Içara, Cocal do Sul e Nova Veneza. A aplicação das provas está programada para os meses de agosto e setembro.

HOMENAGEM A deputada estadual Ada Faraco De Luca teve atenção especial na solenidade de reinauguração da galeria de ex-prefeitos no Paço Municipal Marcos Rovaris em Criciúma, nesta semana. Na cerimônia ela recebeu homenagem por ser neta de Addo Caldas Faraco, que durante 15 anos foi prefeito de Criciúma.

DESAFIO Um dos desafios emergenciais da diretoria da Associação Empresarial de Criciúma é a construção de novas vagas de estacionamento. A sede da entidade, apesar de ter tido capacidade dobrada nos últimos anos, segue com problemas de estacionamento.

SEM FERIADO Nesta sexta-feira, durante o anúncio de pagamento de metade do 13º salário de forma antecipada, o prefeito Clésio Salvaro não foi elogiado só por isso. Os lojistas presentes agradeceram ao prefeito por não decretar mais ponto facultativo oque contribui para manter o comércio aquecido.

FRASE DO DIA
“Quando você ouve uma única voz de mais de 600 pessoas pedindo uma coisa, não tem como pensar duas vezes. ”.
Vereador Ademir Honorato ao comentar que moradores da região agrícola da cidade mostraram-se muito decididos em relação ao tipo de serviço que pretendem, quando o assunto é fornecimento de energia elétrica. A disputa era entre Celesc e Coopera, que é a preferida.

Coluna de Sexta-feira

access_time08/06/2018 00:11 personJoão Paulo Messer

O projeto industrial para Içara
A Câmara de Vereadores de Içara começou nesta semana etapa à preparação final para votação do Plano Diretor do município. O conjunto de regras que norteia o crescimento da cidade deve ser aprovado até o final do ano. O presidente da Câmara Municipal, Alex Michels tratou de envolver desde já todos os vereadores, o que pode abreviar o tempo de votação ao término da etapa da redação final. O documento, como está, chama atenção à preparação do desenvolvimento do município com perfil industrial. Isso para aproveitar melhor as margens da BR-101, que corta o município de sul a norte, mais ao leste. É uma extensão rica, que não pode ser depreciada, nem relegada. O mesmo cuidado deve ser adotado no trecho içarense da Via Rápida. O chamado perímetro urbano deve reduzir significativamente para atender essa demanda. Isso pode gerar mais alguma polêmica.

Resumo do PD
O presidente da Câmara de Vereadores de Içara, Alex Michel, percebe que o Plano Diretor de Içara segue no planejamento de uma cidade com menos gente, porem mais produtiva e rica, morando mais aglomerada. Os estudos que balizam a construção do conjunto de regras da cidade para o futuro é que haverá redução significativa no ritmo de crescimento populacional.

Tucano balançando
Embora a notícia seja a mesma, acusação de recebimento de R$ 11,5 milhões em doações não declaradas, o pré-candidato ao governo do Estado pelo PSDB, senador Paulo Bauer, volta ao olho do furacão. Ontem o Supremo Tribunal Federal aprovou abertura de inquérito por corrupção e lavagem de dinheiro. A denúncia não é nova, mas agora tem o inquérito.

SC para catarinense
O governador Eduardo Moreira lança hoje um programa que visa estimular os catarinenses a comprar o produto catarinense. Trata-se do programa Compre de Santa Catarina. O ato será às 16h30min no Palácio da Agronômica, residência oficial do governador.

Contradições
A campanha que o Governo do Estado de Santa Catarina lança tem méritos sim, mas deve soar estranho lá fora (leia-se em outros Estados). A tese é que o consumidor deve prestigiar os produtos locais. Em tempos de mercado livre, sem fronteiras em virtude da informática, onde o arbítrio sobre escolha de preço e marca não encontram dificuldades, estranha-se. Afora isso, nenhum outro Estado da metade sul do país, apela mais do que Santa Catarina por um comércio - inclusive de turismo - externo como nós.

Igual o líder
O prefeito de Orleans, Jorge Kch (PMDB, que recém saiu de um período de internação hospitalar já anda em rotina intensa..Ontem realizou encontro para lançar no município campanha idêntica a lançada no Estado. Quer provocar os orleanenses a comprar produtos e no comércio de Orleans.

Máquina pública
Com voto contrário do deputado estadual Dirceu Dresch (PT), a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprovou o projeto de lei do Tribunal de Justiça , que cria 864 novos cargos, sendo 462 comissionados, ou seja, sem concurso público. A medida representará um custo anual de R$ 38 milhões/ano.

Parada dura dos servidores
Como nunca antes na história dos municípios o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Criciúma está em desvantagem na negociação salarial. Não bastasse a crise que atinge as prefeituras, o cenário nacional de descrédito dos sindicatos, somado à intolerância do trabalhador comum com os reclamados possíveis privilégios que os empregado do servil público tem em relação aos demais contribuintes e até o fato da lei do piso nacional do professor proporcionar ao magistério ganho acima da média geral, tornam a vida da massa desta classe mais difícil.

CRICIÚMA O governo não oferece percentual de ganho real e corrige o salário apenas pela inflação do período: 1,56 por cento. A administração parece disposta a pagar para ver uma greve. Como deu 6,81 para o magistério, o prefeito Clésio Salvaro sabe que greve sem professores é improvável. Se houver greve, a teoria é de que na Justiça derruba sua legalidade. O sindicato fará assembleia quinta-feira da semana que vem.

COCAL Em Cocal do Sul haverá reunião hoje à noite com a categoria, mas foi assegurado ganho real de 1,69 por cento a partir de setembro. Outro dois fatores são favoráveis: a elevação do abono de férias e a revisão do plano de carreira.

URUSSANGA A proposta inicial do prefeito Gustavo Cacellier foi rejeitada, mas o governo teria acatada a revisão de alguns itens e uma assembleia na próxima quarta-feira pode decidir pela aceitação. Isso se a prefeitura confirmar o que está encaminhado em relação a ganho real e elevação do abono férias.

VENEZA Há divergência entre os servidores inclusive sobre o momento da negociação. Como a cidade está em festa na próxima semana, a discussão é se devem ou não apertar o cerco sobre o governo que chegou só a 4,2 por cento aos professores e tem apenas 0,3 por cento de ganho real.

SIDERÓPOLIS A primeira proposta apresentada pelo governo de Siderópolis foi rejeitada, mas a informação é de que ela teria sido revisada e deve ser reencaminhada com ganho real de 0,5 por cento. Falta negociar o índice do magistério. Assembleia deve ser marcada para a semana que vem.

TREVISO O prefeito Jaimir Comin acenou com ganho rela de 2,76 por cento além dos 1,69 por cento da inflação. O sindicato anuncia que hoje fará uma avaliação sobre o avanço em relação ao índice sobre o piso nacional dos professores.

HOMENAGENS A noite de quarta-feira foi de homenagem aos 45 anos da AFASC, instituição historicamente presidida pelas primeiras-damas. Foi criada em 1973 pela então primeira dama Zulma Manique Barreto, já falecida.

EX-PRESIDENTES Duas ex-presidentes da AFASC estiveram presentes: Sandra Zanata Guidi e Maria Emília Gyrão. A primeira esposa do ex-prefeito Altair Guidi e que foi quem mais tempo presidiu a instituição: nome anos. A segunda sogra do então prefeito Décio Góes.

MAIS LEMBRADA A ex-vice-prefeita Maria Dal Farra Naspolini nunca foi presidente da AFASC, mas acabou sendo uma das mais cumprimentadas, pois era a única presente à sessão solene de Homenagem de ontem que assinou a ata de criação da entidade.

FRASE DO DIA
“Espetáculo que presenciei na noite deste sábado (semana passada) em Nova Veneza é algo de encher os olhos, seja pela beleza ou pela emoção.”
Secretário de Estado da Defesa Civil de Santa Catarina, Rodrigo Moratelli, espalhando entre os amigos o seu encantamento com o Baile de Máscaras de Nova Veneza.

Coluna Quinta-feira

access_time07/06/2018 00:23 personJoão Paulo Messer

Holofotes ao PMDB
A prévia que o MDB marcou para a próxima segunda-feira não só é o fato novo de ontem, como deve gerar outro semana que vem. O partido tem a habilidade na ocupação de espaços no noticiário. Foi só anunciar, ontem, que na próxima segunda-feira reunirá a Executiva para definir sobre a candidatura de governador, que os holofotes se acenderam. Pois esta reunião tende a dividir o brilho da luz do noticiário com a repercussão do evento que o pré-candidato a governador Gelson Merísio (PSD) fará no sábado em Chapecó. Não bastasse isso o MDB está pressionado por possíveis aliados para definir quem é o seu candidato, pois as conversas só evoluem com outros quando um partido tiver nome definido.

Mais tempo
É praticamente certo que o MDB decida na próxima segunda-feira que fará prévias para definir o nome do candidato a governador, isto é, Mauro Mariani irá confirmar que é pré-candidato, enquanto Eduardo Moreira não retirou o seu nome. Na impede que entre a reunião de segunda e a data da “tal” prévia não haja mudança de planos com um “grande” entendimento.

Todo tem
O MDB e o único partido que inda não apresentou um nome como pré-candidato. O PSD não tem outro nome, apenas o de Gelson Merísio; o PP apresentou o nome de Esperidião Amin, embora pode ter outro se a vaga for outra que não a de governador; o PSDB tem o nome de Paulo Bauer, mas assim como o PP pode alterar o nome, assim como o PT já apresentou Décio Lima para governador.

Um é bom...
O consenso na experiência política é que para iniciar qualquer conversa o partido político precisa ter um nome definido. Daí a aplicação da famosa frase de que “quem tem dois não tem nenhum”..

Operação Chapecó
Apesar dos dois adiamentos em virtude da greve dos caminhoneiros o lançamento da pré-candidatura a de Gelson Meríso (PSD) a governador do Estado segue com a mesma programação. Um efetivo significativo de líderes de partidos aliados, e de várias regiões do Estado, irão à Chapecó. Fala-se algo em torno de 15 mil pessoas. O evento segue sendo como considerado como espécie de divisor de águas da pré-campanha.

Contas aprovadas
O ex-governador Raimundo Colombo comemora vitória de ontem. Teve aprovadas as contas da gestão de 2017, que é o seu último ano integral de mandato. O lageano segue sua peregrinação de pré-candidato ao Senado, sem que a pré-campanha seja lá tão barulhenta, nem menos intensa. Isso tem a ver com a indefinição das alianças. Ele espera apoio de setores de todos os partidos.

Tempo de colher
Sábado Raimundo Colombo estará em Chapecó no chamado “evento do Merísio” e no dia seguinte em Bombinhas com a prefeita Ana Paula da Silva (PDT), que é pré-candidata a deputada. Assim como em Tubarão na semana passada, ele segue sendo homenageado com o título de cidadão em várias cidades. Só na semana que vem serão dois: dia 18 em São Lourenço do Oeste e dia 21 em Imbituba.

A onda é usina
Não é só Criciúma que comprou a sua usina de asfalto, assim como Meleiro na região extremo-sul um consórcio de sete municípios da região carbonífera (Morro da Fumaça, Siderópolis, Orleans, Lauro Müller, Cocal do Sul, Urussanga e Treviso) adquiriram a sua unidade para agilizar a pavimentação. Inicialmente este equipamento pode baratear as obras em até 40 por cento. O histórico, entretanto, sugere que a medida que o tempo passa estes equipamentos viram sucata.

A industrial Içara
A Câmara de Vereadores de Içara abriu ontem uma etapa mais decisiva à preparação final para votação do Plano Diretor do município. Esta peça que norteia o crescimento ordenado da cidade deve estar aprovado até o final do ano. Este é o plano do presidente da Câmara Municipal, Alex Michels. Chama atenção que ele tratou de envolver desde já todos os vereadores, o que pode abreviar o tempo de votação ao término da etapa da redação final. O documento, como está, chama atenção à preparação do desenvolvimento do município com perfil industrial. Isso para aproveitar melhor as margens da BR-101, que corta o município de sul a norte mais ao leste. É uma extensão rica, que não pode ser depreciada, nem relegada a segundo. O mesmo cuidado deve ser adotado no trecho içarense da Via Rápida. O chamado perímetro urbano deve reduzir significativamente para atender essa demanda. Isso pode gerar mais alguma polêmica.

DOS NOVOS O debate sobre o Plano Diretor de Içara ajuda a se notar que o vereador Alex Michels (PSD), que é da safra nova de políticos e resulta de uma aposta da ala de jovens empresários do município, já é motivo de olhar diferente. Esta representação origina hoje é olhada de outra forma dada a rapidez com que ele instalou seu nome na lista de possíveis futuros candidato a prefeito.

INTERNADO Hoje 24 dias após sua interdição em virtude de um Acidente Vascular Cerebral, no dia 14 de maio, o deputado estadual Leonel Pavan segue internado. Ontem ele deixou a UTI, mas segue sem previsão de alta. Mesmo na UTI já começou fisioterapia. O parlamentar de 63 anos foi governador e senador.

DE VOLTA O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Aldo Schneider (MDB), voltou ao trabalh nesta semana, após 20 dias fora. Ele teve internação para a realização de uma traqueostomia. Luta contra o câncer a bastante temo.

HOMENAGENS A noite de ontem foi de homenagem aos 45 anos da AFASC, instituição historicamente presidida pelas primeiras-damas. Foi criada em 1973 pela então primeira dama Zulma Manique Barreto, já falecida.

EX-PRESIDENTES Duas ex-presidentes da AFASC estiveram presentes: Sandra Zanata Guidi e Maria Emília Gyrão. A primeira esposa do ex-prefeito Altair Guidi e que foi quem mais tempo presidiu a instituição: nome anos. A segunda sogra do então prefeito Décio Góes.

MAIS LEMBRADA A ex-vice-prefeita Maria Dal Farra Naspolini nunca foi presidente da AFASC, mas acabou sendo uma das mais cumprimentadas, pois era a única presente à sessão solene de Homenagem de ontem que assinou a ata de criação da entidade.

FRASE DO DIA
“Espetáculo que presenciei na noite deste sábado (semana passada) em Nova Veneza é algo de encher os olhos, seja pela beleza ou pela emoção.”
Secretário de Estado da Defesa Civil de Santa Catarina, Rodrigo Moratelli, espalhando entre os amigos o seu encantamento com o Baile de Máscaras de Nova Veneza.