Notícias em destaque

Mais dois óbitos na região carbonífera

commentJornalismo access_time05/07/2020 20:33

Uma mulher de 71 anos de Criciúma e um homem de 76 anos do Balneário Rincão morreram no fim de semana

Chapecoense x Avaí e Marcílio Dias x Criciúma têm alterações em data e horário

commentEsporte access_time06/07/2020 07:30

Jogo da volta do Tigre acontece do domingo às 11h contra o Marinheiro

Semana de volta aos jogos do Tigre

commentCriciúma EC access_time06/07/2020 07:30

Nesta segunda (6), o Criciúma segue os trabalhos para enfrentar o Marcílio Dias

Austrália e Nova Zelândia selecionadas como organizadoras da Copa do Mundo Feminina da FIFA 2023

Brasil tinha se candidatado a sede do mundial, mas desistiu no começo do mês de junho

comment Esporte access_time26/06/2020 - 07:30

Reportagem: FIFA / Esporte / Rádio Eldorado - Foto: FIFA.COM

A Copa do Mundo Feminina da FIFA 2023 será realizada na Austrália e na Nova Zelândia, após uma votação do Conselho da FIFA durante sua reunião realizada por videoconferência, cujo resultado foi anunciado pelo presidente da FIFA, Gianni Infantino.

A proposta conjunta da Federação de Futebol da Austrália e da Nova Zelândia recebeu 22 dos 35 votos válidos dos membros do Conselho da FIFA na primeira votação, com a Associação de Futebol da Colômbia obtendo 13 votos. Os resultados completos da votação estão disponíveis abaixo.

Após o surpreendente sucesso da Copa do Mundo Feminina da FIFA 2019 na França e a subsequente decisão unânime do Conselho da FIFA, a Copa do Mundo Feminina da FIFA 2023 será a primeira edição a contar com 32 equipes e também será a primeira a ser realizada. hospedado pela Austrália e Nova Zelândia e em duas confederações (AFC e OFC).

Brasil desistiu da candidatura:
Após minuciosa avaliação, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu retirar a candidatura do Brasil à sede da Copa do Mundo Feminina FIFA 2023. Uma combinação de fatores levou a esta decisão, tomada com grande responsabilidade.

Análise da FIFA sobre a documentação da candidatura brasileira considerou que não foram apresentadas as garantias do Governo Federal e documentos de terceiras partes, públicas e privadas, envolvidas na realização do evento.

Sendo assim, a CBF decidiu retirar a candidatura brasileira e apoiar a Colômbia na disputa para a sede da Copa do Mundo Feminina FIFA 2023. Desta forma, a CONMEBOL se apresenta com uma candidatura única, aumentando as chances sul-americanas na votação, além de reforçar a unidade que marca a atual gestão da entidade.

content_copyAssuntos relacionados

Mais notícias de Esporte

Chapecoense x Avaí e Marcílio Dias x Criciúma têm alterações em data e horário

commentEsporte access_time06/07/2020 07:30

Jogo da volta do Tigre acontece do domingo às 11h contra o Marinheiro

Bottas vence na abertura da temporada da F1

commentEsporte access_time05/07/2020 20:00

Finlandês foi o primeiro colocado no GP da Áustria marcado por abandonos, polêmica, ultrapassagens e protestos

Visando o retorno do Catarinense, FCF divulga diretrizes para os profissionais envolvidos

commentEsporte access_time03/07/2020 07:30

Estadual retorna no dia 8 de julho com o confronto do Criciúma contra o Marcílio Dias

Prefeitura autoriza jogos de Avaí e Figueirense em Florianópolis

commentEsporte access_time02/07/2020 17:50

Liberação é válida a partir do dia 12 de julho, quando os times entram em campo sobre seus domínios

FCF recebe a Polícia Militar para debater o retorno do futebol

commentEsporte access_time02/07/2020 07:30

Futebol está programado para voltar no dia 8 de julho